11° BPM/Fron orienta quanto ao uso de redes sociais

28/11/2017 - 15h24
O 11° Batalhão de Polícia Militar de Fronteira orienta a população para que tenha cuidado com o uso das redes sociais, pois muitas vezes inserem informações inverídicas ou não confirmadas sobre a instituição, maculando a imagem da corporação por fatos que ainda nem tenha tomado conhecimento. 

Há algum tempo ocorreu um furto na cidade de São Miguel do Oeste, a Polícia Militar colheu as informações do ocorrido via telefone pela Central Regional de Emergência e, de posse das informações, passou a realizar buscas e logrou êxito em prender o envolvido e recuperar os objetos subtraídos. Todavia, para surpresa das equipes, a vítima antes mesmo de saber que o delito já havia sido solucionado, pensando que a equipe estava demorando demais para ir ao local do crime, passou a tecer comentários desabonadores contra a instituição em redes sociais.

Cumpre esclarecer que, ao receber ligações pelo número de emergência - 190, a ocorrência passa por uma análise por uma equipe treinada para desempenhar a função, a qual determina se é necessário ir ao local coletar mais dados ou passar imediatamente as buscas para localizar os autores do delito, pois se o fato já ocorreu nossa missão não é somente registrar a ocorrência, mas sim, restaurar a ordem pública. 

Outro fato aconteceu na última semana, onde a PM após tomar conhecimento de um comentário em redes sociais sobre “Cadê a Polícia, que não está vendo o desespero dessa mulher, vão esperar o marido dela matar ela”, tendo em vista a gravidade do relato e podendo se tratar de uma conduta que necessitasse de uma intervenção imediata identificou a autora do comentário e realizou o contato solicitando maiores informações, porém esta informou que estava assistindo um vídeo e realizou o comentário, mas não sabia informar como o comentário foi parar em um grupo de grande acesso de usuários em nossa cidade. 

Nesse sentido, a PMSC orienta os usuários que sejam comedidos em suas manifestações buscando sempre acionar a Central de Emergência pelo telefone – 190, que é o meio mais rápido de ser atendido, porém se for o caso de utilizar as redes sociais para tecer comentários, que busquem fatos verídicos e que auxiliem na resolução dos crimes, pois, em última análise, a segurança pública é dever do estado, direito e responsabilidade de todos.

A Polícia Militar de Santa Catarina se esforça constantemente para atender de forma proativa toda a comunidade, seja por meio de contatos diretos com as guarnições policiais, por ligações telefônicas ao número de emergência ou, até mesmo, no monitoramento das redes sociais, visando sempre a melhor prestação do serviço público e, de forma efetiva, a preservação da ordem pública.

  • por
  • Kia Chavious



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS