Com forte desvalorização do peso, viagem para Argentina fica mais barata para turistas brasileiros

Casal dança tango em Buenos Aires

Casal dança tango em Buenos Aires

09/05/2018 - 09h15

A forte desvalorização da moeda da Argentina, que levou o país a pedir inclusive ajuda internacional, vem permitindo que a viagens de turistas brasileiros para o país vizinho fiquem mais baratas, segundo agências e especialistas do setor. Isso porque, com a queda do peso argentino em relação ao dólar e ao real, despesas com hospedagem e alimentação, por exemplo, tendem a ficar mais vantajosas para os estrangeiros que visitem a Argentina.

Apesar de a desvalorização mais intensa da moeda argentina ser recente, já é possível notar mudanças em alguns preços para turistas do Brasil. “É possível encontrar serviços de turismo na Argentina com até 30% de desconto”, afirma Rodrigo Vaz, diretor de produtos internacionais para Américas da CVC.

Já Aldo Leone Filho, presidente da Agaxtur, diz que para esta semana a empresa preparou uma promoção com descontos próximos de 10% em pacotes para a Argentina. “Estou fazendo uma ação gigante a partir desta quarta-feira (9)”, contou em entrevista ao G1 sobre a promoção que será feita em um shopping de São Paulo.

A economista Juliana Inhasz, professora da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), explica que o momento “pode ser uma oportunidade” para turistas que queiram conhecer o país vizinho. “O que acontece é que a moeda deles se desvalorizou numa velocidade maior que a nossa”, diz ela, lembrando porém que o real também vem perdendo valor nos últimos dias.

Mas Vaz e Leone contam que, mesmo com o dólar subindo, a desvalorização do peso é suficiente para que os preços de viagens para a argentina em suas agências fiquem menores.

Mudanças de preços na Argentina

Quanto custava em 2017     

Quanto custa agora

Empanada

R$ 6,17

R$ 5,21

Refeição simples    

R$ 61,74

R$ 52,08

Show de tango

R$ 216,09

R$ 174,84

Fonte: CVC, com valores convertidos pelo G1 seguindo cotação do dólar turismo pelo Valor PRO


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • G1



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook