Empate em Descanso classifica o Ipiranga, que pega o Princesa, nas quartas

14/10/2018 - 22h49

Em jogo disputado num campo pesado e com muita água, válido ainda pela 2ª fase da chave Oeste do Estadual de Amadores, o Ouro Verde ficou no empate em 1 a 1 com o Ipiranga. Com havia vencido o confronto de ida por 2 a 0. a vaga às quartas de final ficou com o time de Águas Frias. O adversário do Ipiranga será o DNA/DME, de Princesa. A partida de ida está marcada para o próximo domingo, dia 21, em Águas Frias.

Apesar das más condições do gramado, os dois times mostraram muita disposição e espírito de luta. Em alguns momentos até sobrou força. O Ipiranga iniciou melhor e teve pelo menos duas oportunidades para abrir o placar na etapa inicial, com Inho e Caxambú. Numa o goleiro Palma Sola brilhou, praticando uma grande defesa, e na sequência do lance, a bola sobrou para Caxambú, com o gol escancarado. O atacante pecou na finalização, mandando a bola por cima do travessão.

Com jogadores técnicos e de boa velocidade, o Ouro Verde teve dificuldades para adaptar-se ao campo alagado. Nos últimos 10 minutos do primeiro tempo, a equipe de Descanso conseguiu impor seu toque de bola e criou ótimas chances de gol. A melhor delas foi desperdiçada por Tchando.  Numa cobrança de pênalti sofrido por Marcelo, o atacante mandou para fora. 

Quando tudo indicava que o placar permaneceria fechado no primeiro tempo, surgiu o gol do Ouro Verde. Buiú, cobrando falta, obrigou o goleiro Bonano a ótima defesa. No rebote, praticamente em cima da linha, Ronaldo mandou para a rede. 

Com o 1 a 0 no placar, o Ouro Verde passou a impressão de que na etapa final poderia alcançar o segundo gol e eliminar a vantagem de dois gols do Ipiranga, pra levar a decisão da vaga para a cobrança de penalidades máximas. Os dois times vieram mais abertos. Os ataques eram cá e lá. 

E a proposta do técnico Marcos deu certo. Numa jogada de craque, Inho passou por quatro adversários e já dentro da grande área foi derrubado. Pênalti indiscutível, que Volnei cobrou com muita categoria, mandando a bola num canto e o goleiro para o outro. O atacante Inho foi eleito o melhor jogador da partida pela equipe de esportes do JRTV/Jornal Regional.

O gol de empate devolveu a tranquilidade ao time de Águas Frias. Já o Ouro Verde acusou o golpe. Na medida em que passava o tempo, o nervosismo foi tomando conta dos descansenses. Tanto é verdade que Dolvan, por causa do segundo amarelo, e Lauxen, por envolver-se numa confusão entre os dois times, acabaram expulsos. Quem também foi mais cedo para o chuveiro foi o zagueiro Samuel, do Ipiranga, por envolvimento no mesmo empurra-empurra que tirou o zagueiro do Ouro Verde.

O técnico Marcelo Tonial promoveu várias alterações, na tentativa de injetar sangue novo no time que ficou com nove jogadores. Entretanto, o Ouro Verde pouco criou para mudar a história da partida. As sucessivas bolas alçadas sobre a área do Ipiranga, foram invariavelmente rebatidas pela zaga adversária, que teve em Diego um dos gigantes da classificação do representante de Águas Frias.

Em função do mau tempo, com chuva e neblina, o jogo decisivo entre Ouro Verde e Ipiranga, no estádio João Baretta, foi assistido por reduzido público.  

FICHA TÉCNICA

OURO VERDE   1
Palma Sola; Gabriel (De Lucca), Pissaia, Lauxen e Djoni; Dolvan, Ronaldo (Mallmann), William (Seco) e Buiú; Tchando e Marcelo (Portela). Técnico: Marcelo Tonial.

IPIRANGA          1
Bonano; Vilson (Didi), Diego, Samuel e Charles; Bichinho (Douglas), Volnei, Mineiro, Inho (Mateus) e Digo (Rodrigo). Técnico: Marcos

ARBITRAGEM
Jocemar Klein, Ismael Moura e Jean Colle. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook