ENSINO DE QUALIDADE: Curso de Agronomia da Unoesc conquista conceito quatro no MEC

Estudantes desenvolvem atividades práticas e pesquisas na Fazenda Escola

Estudantes desenvolvem atividades práticas e pesquisas na Fazenda Escola

18/06/2018 - 15h48

O curso de Agronomia da Unoesc São José do Cedro conquistou conceito quatro, numa escala de um a cinco, na avaliação do MEC/INEP. O conceito indica um perfil muito bom de qualidade. Segundo a diretora de Graduação, professora Marilene Stertz, os destaques da avaliação foram: titulação do corpo docente; percentual de doutores; experiência de magistério superior do corpo docente; bibliografia básica e complementar; periódicos especializados e infraestrutura.

Segundo a coordenadora, professora doutora Claudia Klein, a avaliação aponta que o curso forma profissionais qualificados para atuar nas mais diferentes áreas do mercado de trabalho. "Possuímos um corpo docente qualificado e com experiência profissional, além de uma excelente infraestrutura para a realização de aulas práticas, inclusive com Fazenda Escola", detalha a professora.

A Unoesc São José do Cedro e a Fazenda Escola estão localizadas, na Linha Esquina Derrubada,  em uma área de 54 hectares e com 2.658 metros quadrados de área construída. Claudia acrescenta que, na Fazenda Escola, os futuros agrônomos realizam inúmeras atividades práticas, vinculadas aos componentes curriculares do curso, desenvolvem pesquisas de renome e têm contato direto com a realidade do campo.

Além desse espaço, os acadêmicos têm aulas nos laboratórios de fertilidade do solo, entomologia, fisiologia vegetal, microbiologia, sementes, zoologia, máquinas e ferramentas, forrageiras, bromatologia, desenho, entre outros.

Desenvolvimento das propriedades rurais regionais

Foi com essa estrutura e com professores qualificados que o diplomado do curso, Gerson Andrei Steffen, formou-se agrônomo. Ele conta que cursou Agronomia para poder aplicar novos conhecimentos na propriedade da família, que, atualmente, produz leite, milho e soja. "O curso contribuiu para melhorar a nossa gestão e rentabilidade. As disciplinas que abordaram sobre gestão contribuíram para eu visualizar e planejar com mais facilidade o futuro da propriedade", avalia o agrônomo.

A professora Claudia Klein ressalta que o curso incentiva o processo de sucessão familiar. "A partir do conhecimento, adquirido na graduação, nossos estudantes e diplomados têm possibilidade de incrementar estratégias na própria propriedade rural incrementando a renda, independente da atividade realizada",  comenta a professora, salientando que já foram formados 255 agrônomos. 

O mercado de trabalho para esse profissional é amplo. O agronegócio gera renda mesmo em tempos de crise econômica. Novas áreas de atuação também estão despontando, como a agricultura de precisão e a segurança alimentar.



  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • Ascom/Unoesc



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook