Ex-jogador da Chapecoense morre aos 32 anos ao sofrer mal súbito durante treinamento

14/02/2018 - 15h18
banner responsivo

Natural de Caçador (SC), o jogador Danilinho, que defendeu a Chapecoense em 2013, morreu na tarde desta terça-feira, dia 13, após sofrer um mal súbito durante um treinamento no Juazeirense, clube da Bahia onde o atleta de 32 anos estava jogando.

Em nota publicada no site oficial do Juazeirense, o clube lamentou a fatalidade. “Danilinho sofreu um mal súbito às 16h55 desta terça-feira (13)  durante o treinamento da equipe no estádio Paulo Coelho, em Petrolina. Atendido ainda em campo, o atleta foi removido para o Hospital Memorial de Petrolina, onde deu entrada às 17h05. A equipe de emergência do hospital fez todos os procedimentos de urgência, o atleta chegou a ser reanimado, mas não resistiu a parada cardíaca e veio a óbito”, relatou.

“Estamos prestando todo o apoio à família do atleta e o clube fará todos os procedimentos necessários. É um momento de dor para toda a família Juazeirense”, disse o presidente da equipe,  Roberto Carlos.

Danilinho disputou apenas uma partida pelo Juazeirense, na estreia do campeonato Baiano, no empate de 2x2 com o Vitória, no Barradão.

Chapecoense lamenta

A Chapecoense também publicou em seu site oficial uma nota de pesar pelo falecimento do atleta. Leia o texto na íntegra:

A Associação Chapecoense de Futebol lamenta, com profundo pesar, o falecimento do atleta Danilinho - ocorrido nesta terça-feira, aos 32 anos. Danilinho teve passagem marcante pela Chape em 2013, quando a equipe conquistou o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Também teve passagens por clubes como Atlético Goianiense, Figueirense e Remo. Atualmente, o meia defendia o Juazeirense.  A Família Chapecoense reitera os agradecimentos por todos os serviços prestados por Danilinho a nossa instituição e estende a solidariedade por esta grande perda a todos os familiares e amigos.


  • por
  • Kia Chavious



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS