Extremo Oeste de SC desenvolve o Projeto Golfinho

22/02/2018 - 16h13
O Projeto, já com mais de 20 anos no litoral catarinense, está sendo adaptado às realidades locais para ter aplicabilidade também em áreas não litorâneas e visa a diminuição do número de afogamentos, que entre as crianças de até 14 anos, corresponde como a segunda maior causa de morte.

Neste primeiro momento, está sendo realizado um piloto, a fim de capacitar os bombeiros que passarão a atuar nas próximas edições do projeto bem como verificar quais são as adequações mais efetivas para a nossa realidade.

Em São Miguel do Oeste, as aulas ocorreram nas tardes dos dias 19 e 20 de fevereiro, na sede da Associação Beneficente dos Empregados da CELESC (ABECELESC) e, nesta quarta e quinta-feira, ocorreram as aulas em Mondaí (coordenado pelo Corpo de Bombeiros de Iporã do Oeste) e Itapiranga.

Os alunos são capacitados para compreenderem as características de rios, piscinas e mar, além dos fenômenos naturais que envolvem esses locais. São trabalhados os aspectos da prevenção e conscientização sobre os perigos da água, além dos temas de cidadania e meio ambiente.

Serão capacitadas 100 crianças entre 9 e 13 anos de idade. Cada criança recebeu um kit com boné, camiseta, mochila, apostila e folderes referentes ao projeto.

  • por
  • Kia Chavious



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook