Fachin nega novo pedido da defesa para tentar evitar prisão de Lula

Frente Brasil popular criou movimento para defender a presença de Lula no pleito deste ano

Frente Brasil popular criou movimento para defender a presença de Lula no pleito deste ano

17/03/2018 - 14h10

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta sexta-feira (16) o novo pedido da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva para tentar evitar a prisão do ex-presidente.

O ministro afirma, na decisão, que não houve mudança no entendimento do Supremo sobre a execução da prisão após condenação em segunda instância.

Lula foi condenado em janeiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a 12 anos e 1 mês, em regime inicialmente fechado. O TRF-4 é responsável pelos processos da Lava Jato em segunda instância.

Os desembargadores do TRF-4 determinaram a prisão assim que se esgotarem os recursos no tribunal. Mas a defesa de Lula pediu ao STF que a prisão só seja decretada após o processo transitar em julgado, ou seja, quando não couber recurso a mais nenhuma instância da Justiça.

ATO PÚBLICO EM SÃO MIGUEL DO OESTE

A Frente Brasil Popular pretende reunir cerca de quatro mil pessoas para o ato público com a presença do ex-presidente Lula, que deve acontecer dia 25 de março, na praça Walnir Bottaro Daniel, em São Miguel do Oeste. A projeção partiu do coordenador, Charles Reginatto. Ele assinalou que a FBP conta na organização com o apoio de movimentos sociais e partidos políticos das microrregiões da AMEOSC e AMERIOS. Segundo Reginatto, o ato tem o objetivo de defender a participação de Lula na eleição presidencial em outubro deste ano.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • G1/Jornal Regional
  • busca rápida
  • Lula



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook