Forças Armadas e polícias fazem megaoperação contra roubo de cargas no RJ

Na operação as Forças Armadas estão utilizando 71 blindados

Na operação as Forças Armadas estão utilizando 71 blindados

05/08/2017 - 07h56

As Forças Armadas e as polícias estaduais e federais realizam, desde a madrugada deste sábado (5), a Operação Onerat, para combater o roubo de cargas e o tráfico de drogas no Rio de Janeiro. A ação, iniciada com investigação da 26ª DP (Todos os Santos), marca o começo da segunda fase da integração da segurança estadual com o Governo Federal e tem como objetivo cumprir 55 mandados: 40 de prisão e 15 de busca e apreensão.


Por volta das 6h30, o Complexo de Favelas do Lins já estava completamente ocupado, após cerca de duas horas do início da ação. Em entrevista à TV Globo, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que a permanência das tropas seguirá por tempo indeterminado.


Homem baleado

Moradores do Complexo do Lins relatam tiroteios e barulho de bombas na comunidade em relatos publicados em redes sociais. Pelo menos um homem, não identificado, foi ferido e levado para o Hospital Salgado Filho.


As Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco em algumas dessas regiões e baseadas em pontos estratégicos. De acordo com o coronel Itamar, porta-voz do Comando Militar do Leste, participam da operação Onerat – carga, em latim – 3,6 mil homens do Exército e dos Fuzileiros Navais. São utilizados 514 veículos e 71 blindados militares.


Disque Denúncia

O Disque Denúncia divulgou um cartaz com 15 dos principais procurados na operação (veja abaixo). A recompensa é de R$ 1 mil pelos bandidos Furinho, Nisinho, Jamaicano, Miguelinho, Maninho, Diel, Coroa, Piloto, Tchá Tchá, Hilton, Brancão, Vagner, Da Mata, Da Cabrita. Pelo traficante Da Russa, que de acordo com as denúncias é o comandante geral do tráfico em todo o Complexo do Lins. o valor é de R$ 30 mil. O telefone para contato é 2253-1177.


  • por
  • Kia Chavious
  • FONTE
  • G1



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook