Incêndio destrói Museu da Paz, sobre 2ª Guerra Mundial, no Oeste de SC

Museu da Paz, em Frei Rogério, abrigava acervo de sobreviventes da bomba atômica

Museu da Paz, em Frei Rogério, abrigava acervo de sobreviventes da bomba atômica

22/11/2016 - 22h14

O Museu da Paz, em Frei Rogério, no Oeste, foi destruído por um incêndio na manhã desta terça-feira (22), informou a prefeitura. O local abrigava um acervo relacionado aos sobreviventes das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, no Japão, durante a Segunda Guerra Mundial, em 1945.

Por volta das 11h24, os bombeiros foram acionados para o combate às chamas. Até 16h30, eles ainda faziam o rescaldo no local. Ninguém ficou ferido.

O prefeito em exercício de Frei Rogério, Hideki Iwasaki, afirmou que foi comunicado do incêndio por volta das 12h. “A hora que eu cheguei, os bombeiros já estavam. O fogo tinha consumido tudo. O prédio era de madeira com parte de alvenaria”, relatou.

Sino do Japão
Um sino trazido do Japão, uma das partes mais importantes do acervo do museu, também foi atingido. “Os bombeiros não me permitiram entrar [para ver o sino de perto] por risco de desabamento”, disse o prefeito em exercício.

Segundo ele, além do sino, banners e fotos da época compunham a maior parte do acervo, que foi perdido. “Talvez dê para salvar o sino”, disse o prefeito em exercício. Até as 16h30, a causa do incêndio é desconhecida. “Vai ser averiguado pela perícia”, afirmou Iwasaki.

“A gente fica muito triste de perder um dos pontos turísticos da nossa cidade e de uma história construída pelos descendentes dos sobreviventes das bombas atômicas”.

Sobre uma possível reconstrução do museu, Iwasaki avalia que será difícil. “Não temos condições financeiras de bancar uma obra desse porte”. No entanto, ele diz que a prefeitura deve buscar recursos e novos acervos. “É uma história para a nossa cidade também”, disse.





DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook