Júri condena motorista que atropelou e matou mulher a mais de 8 anos de reclusão
Irineu Balardin respondeu por homicídio doloso, omissão de socorro e lesão corporal grave

26/05/2018 - 08h28

Em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de São Miguel do Oeste, nesta sexta-feira (25), Irineu Balardin foi condenado a pena de 8 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado. Ele foi acusado dos crimes de homicídio doloso, omissão de socorro e lesão corporal grave.


Balardin foi responsável pelo acidente ocorrido em 18 de novembro do ano passado, na SC-492, interior de Barra Bonita. Naquela tarde, por volta de 17h30, Michelle Zaccaron, de 35 anos, e a amiga Francieli Frederich, de 30 anos, faziam uma caminhada, quando foram atingidas pelo veículo que era dirigido em alta velocidade pelo acusado. Em decorrência de graves lesões, Michele não resistiu e faleceu. A amiga, Francieli, teve lesões graves, mas sobreviveu ao acidente. 


Além do excesso de velocidade, suspeitava-se que Balardin estivesse embriagado. A constatação só não foi possível porque o motorista fugiu do local do acidente sem prestar socorro às vítimas. Durante o júri, porém, o promotor de Justiça, Átila Guastalla Lopes, reproduziu no telão imagens que, segundo ele, provam de que o réu teria adquirido bebidas alcoólicas no dia do acidente. 


Na defesa atuou o advogado Gaspar Fidelis de Almeida Júnior e a sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo magistrado Daniel Victor Gonçalves Emendorfer.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • WH3
  • busca rápida



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS