Mundial com quatro fusos-horários diferentes.

Russos vêm tentando valorizar cultura nacional durante a Copa (Foto: Reuters)

Russos vêm tentando valorizar cultura nacional durante a Copa (Foto: Reuters)

14/06/2018 - 07h06

Maior país do mundo, a Rússia será palco de um Mundial que terá quatro fusos-horários diferentes. Kalingrado, por exemplo, está a cinco horas de diferença do horário de Brasília, enquanto Moscou e a maioria das sedes está seis horas à frente. Ecaterimburgo, entretanto, está oito horas adiantada com relação ao Brasil, sendo a sede mais oriental da Copa do Mundo, seguida por Samara, onde se adiciona mais uma hora com relação ao horário da capital russa.


Curiosamente, a Copa desembarca no antigo território soviético justamente em um momento de relacionamento conturbando entre o governo de Vladimir Putin e as principais potências do outro lado do mundo - por momentos como as crises da Ucrânia e da Crimeia, o envolvimento nos confrontos da Síria e nas eleições dos Estados Unidos e a acusação de envenenamento de um ex-agente na Inglaterra.


“Para nosso país, é uma grande alegria e honra receber os representantes desta grande família internacional do futebol. Vamos oferecer a vocês uma celebração real, preenchida com paixão esportiva e fortes emoções. Espero que vocês tenham memórias definitivas não só dos jogos e dos melhores times e jogadores, mas de conhecer a cultura diferente, histórica única, hospitalidade e pessoas amigáveis da Rússia. Fizemos de tudo para assegurar que nossos convidados, atletas e torcedores se sintam em casa na Rússia. Nós abrimos nosso país e nosso coração”, disse o presidente Vladimir Putin em vídeo feito para os visitantes.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • GE



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS