Nova aplicação de UBV intensifica combate do Aedes aegypti em Cunha Porã

28/02/2018 - 12h51

Após um caso importado confirmado de Chikungunya, e mais casos notificados de pacientes aguardando resultados de exames, além de 56 focos do Aedes aegypti contabilizados até o dia 26 de fevereiro, a Secretaria de Saúde e Sala de Situação de Cunha Porã alertam: a situação do município de Cunha Porã é séria, e a população precisa fazer sua parte no combate ao mosquito.

Por conta destes índices preocupantes, ainda no fim da tarde de terça-feira (27) profissionais da Regional de Saúde de Chapecó estiveram no município para nova aplicação do inseticida de Ultra Baixo Volume (UBV) em ruas do perímetro urbano. A ação visa o combate do mosquito Aede aegypti na fase adulta, e é uma medida adotada pela Vigilância Epidemiológica do Estado.

De acordo com a coordenadora da Sala de Situação e agente de Endemias, Angela Rieger Kölln, todos os agentes de Saúde e Endemias estão diariamente atuando no combate ao mosquito Aedes aegypti, fazendo inclusive plantões no último fim de semana (24 e 25 de fevereiro) e no próximo (3 e 4 de março), para averiguar quaisquer casos suspeitos de doença e desta forma também fazer o bloqueio de transmissão, que é a primeira medida a ser adotada. “Além disso, as constantes visitas e orientações aos moradores do perímetro urbano também tem continuidade”, destaca Angela.

Cabe salientar que os cuidados diários são muito importantes, especialmente no que se refere a não deixar água parada em qualquer depósito. Também deve ser usado repelente todos os dias, com aplicações a cada duas horas. “Fique atento aos sintomas como: febre; surgimento de manchas avermelhadas pelo corpo; dores de cabeça; atrás dos olhos e nas articulações, pois estes sintomas podem estar associados à Dengue, Zika ou Chikungunya. Caso a pessoa apresentar alguns destes sintomas, deve procurar as Unidades de Saúde, e nunca se automedicar,” solicita a coordenadora da Sala de Situação.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • Ascom/Prefeitura



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook