Pedófilo é condenado a quase de oito anos de prisão no Extremo Oeste de SC
O homem de 67 anos produziu e armazenou conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Imagem: Ilustração

Imagem: Ilustração

17/03/2017 - 14h00

Um pedófilo de 67 anos, residente no município de Pinhalzinho, foi condenado a sete anos e 11 meses de reclusão por produzir e armazenar material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. A sentença foi proferida em ação penal ajuizada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

A denúncia contra o réu foi apresentada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Pinhalzinho, após duas buscas e apreensões, uma em 2015 e outra em 2016, apreenderem o material pornográfico - mais de 1.800 vídeos e fotos - na casa do pedófilo. Em um dos vídeos, o próprio pedófilo aparece abusando sexualmente de uma criança.

Na denúncia, o Promotor de Justiça Edisson de Melo Menezes ressalta que o pedófilo inclusive chegou a se mudar para perto de escolas a fim de tirar fotografias de crianças e adolescentes sem ser visto.

Além da pena de prisão de sete anos e onze meses, em regime inicial semiaberto, o réu foi condenado ao pagamento de 70 dias-multa. O Juízo da vara Única da Comarca de Pinhalzinho manteve, ainda, a prisão provisória do pedófilo, decretada em outubro de 2016 a pedido do Ministério Público. A decisão é passível de recurso.

O nome do réu não foi divulgado em função do processo correr em segredo de justiça.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook