Projeto de Everaldo Di Berti concede declaração de utilidade pública à Casa Fraterna Mãos de Luz

10/10/2018 - 11h08

A Câmara de São Miguel do Oeste aprovou em segundo turno durante a sessão desta terça-feira (9), o projeto de Lei de autoria do vereador Everaldo Di Berti, que declara de utilidade pública a Casa Fraterna Mãos de Luz, de São Miguel do Oeste. Na sessão Everaldo, defendeu as razões pelas quais a entidade merecia este título, relatando que a entidade é de carácter social, assistencial, de fins não econômicos, nem religiosos ou político-partidários, com personalidade jurídica civil de direito privado, localizada na Rua Caçanjurê, n° 790, Bairro Agostini, em São Miguel do Oeste.

Que há anos já existe a Casa Fraterna Mãos de Luz, porém somente foi constituída e registrada em 16 janeiro de 2016. Que neste local, são realizados trabalhos voltamos a divulgar a doutrina espírita. Tendo por objetivo a prática da caridade espiritual, moral e material por todos os meios do seu alcance, dentro dos princípios da doutrina espírita. Desenvolvendo para tanto, atividades nas áreas assistencial, cultural, beneficente e filantrópica. Sem discriminação de raça, sexo, cor, ideologia, nacionalidade ou credo religioso.

Que a Casa Fraterna tem atualmente como presidente o Sr. Jocely Schmieder e conta com 63 médiuns, os quais atendem por mês, em média 680 pessoas com os trabalhos de cura e 1200 pessoas pelos trabalhos de passes. Recebendo pessoas de todos os estados e cidades.

Narra ainda o vereador, que os atendimentos já descritos ocorrem de forma gratuita e sem qualquer remuneração aos seus colaboradores. Ressaltando ao final, que este título de utilidade pública municipal é mais do que um dever da Nossa Cidade em reconhecimento por todos os trabalhos realizados pela Casa Fraterna Mãos de Luz. O qual irá fortalecer ainda mais a atuação da Casa, possibilitando-a alcançar seus objetivos estatutários de maneira mais abrangente. Posto que estas pessoas fazem um lindo trabalho, doam do seu tempo em prol do outro. Buscando auxiliar o próximo sem recompensa financeira. Propagando a paz, o amor, a fé, a caridade.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS