Receita em Santa Catarina registra mais de 1,2 milhões de declarações do IRPF 2018 enviadas no prazo
Em Santa Catarina foram entregues 1.278.362 declarações de um total esperado de 1.230.000 declarações.

02/05/2018 - 11h51

No período regulamentar de apresentação da declaração de Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPF/2018), que iniciou dia 1º de março e encerou-se no dia 30 de abril de 2018, a expectativa era de receber 1.230.000 declarações e foram recebidas 1.278.362, ou seja, superamos em 3,9% a previsão inicial.   
  
O quantitativo representa 4,36% do total de declarações recebidas por meio do PGD no país que foi de 29.269.987 declarações. Destacamos ainda que foram recebidas 317.920 enviadas pelos sistemas móveis, cujo número não consta nas estatísticas do estado. Observa-se, neste exercício, um acréscimo percentual de 5,71% no quantitativo de declarações recebidas, no prazo regulamentar, em comparação ao ano anterior que atingiu 1.209.278 declarações. 
  
Em 2017, no período de 1º de maio até 31 de dezembro de 2017, foram recepcionadas 10.573 declarações em atraso de contribuintes que estavam obrigados e não fizeram a entrega dentro do prazo regulamentar o que representa 0,87% do número de declarações recepcionadas dentro do prazo regulamentar naquele ano.   
  
A partir de hoje, (2/5/2018), a apresentação da declaração, estará sujeita a multa de 1% (um por cento) ao mês-calendário ou fração de atraso, se obrigatória e será lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago. A multa terá um valor mínimo de R$ 165,74 e o valor máximo correspondente a 20% (vinte por cento) do imposto devido e deverá ser recolhida até 30 (trinta) dia após a entrega da declaração.   
  
A Receita Federal disponibiliza ao contribuinte por meio do atendimento virtual, disponível na página (http://idg.receita.fazenda.gov.br/), a possibilidade de acompanhamento do processamento de sua declaração com acesso às divergências ou pendências eventualmente apontadas. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS