Sala do Empreendedor apoia empresários de São José do Cedro
Iniciativa faz parte do programa Cidade Empreendedora, desenvolvido em parceria com o Sebrae/SC.

imagem ilustrativa

imagem ilustrativa

04/10/2017 - 20h01

O município de São José do Cedro está entre os que aderiram ao programa Cidade Empreendedora, desenvolvido pelo Sebrae/SC em parceria com a Prefeitura Municipal. Implantado há três meses, o projeto passou pelas fases de diagnóstico e capacitação dos profissionais que atuarão em várias frentes.

A coordenadora Joana Anzolin destaca que um dos pilares do programa é a desburocratização dos serviços e processos do poder público. A Sala do Empreendedor é uma das iniciativas que fortalece esse objetivo. O espaço deve ser inaugurado em novembro. Para o município de São José do Cedro, será uma novidade. “É um projeto novo, para que possamos atender os empreendedores dentro da prefeitura. Faremos toda a orientação com relação à abertura de micro e pequenas empresas, consultorias e também a formalização dos empreendedores que atuam na informalidade”, ressalta.

Nesses primeiros meses, a avaliação das atividades é positiva. “O Cidade Empreendedora é um programa bem completo e muito importante. Não basta que o empresário tenha espírito empreendedor se não houver alguém que possa fornecer um suporte para que as ideias se tornem viáveis e rentáveis”, acrescenta a coordenadora.

Para o prefeito de São José do Cedro Antônio Plínio de Castro Silva, a parceria entre Sebrae/SC e Prefeitura é de extrema relevância para impulsionar o desenvolvimento. “Estamos juntando todos os esforços possíveis junto ao Sebrae/SC, que é uma instituição que conta com profissionais qualificados nesta área. Portanto, a Prefeitura e o Sebrae somam esforços para consolidarmos esta parceria em prol do nosso desenvolvimento”, ressalta.

O coordenador regional do Sebrae/SC no extremo-oeste Udo Trennepohol confirma que São José do Cedro é um dos municípios com maior número de programas desenvolvidos pela instituição. E aposta no Cidade Empreendedora como mais uma parceria de sucesso. “O projeto produzirá efeitos sociais e econômicos, como a redução do analfabetismo, melhoria do índice de desenvolvimento humano (IDH), aumento da oferta de emprego, aumento do nível de consumo e melhoria geral da qualidade de vida”, enfatizou Trennepohl.

No extremo-oeste, além de São José do Cedro, as cidades de Maravilha, Anchieta e Descanso também aderiram ao programa Cidade Empreendedora.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • MB Comunicação



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook