São José do Cedro discute prioridades no segmento de turismo

Seminário visou definir um plano de ação para o setor de turismo (Crédito foto Bruna Gudiel - Ascom)

Seminário visou definir um plano de ação para o setor de turismo (Crédito foto Bruna Gudiel - Ascom)

30/05/2018 - 21h01

O Seminário de Turismo, promovido pelo Poder Público Municipal de São José do Cedro em parceria com o Sebrae/SC, demonstrou o potencial turístico,  apontando os pontos fortes e fracos para, posteriormente, definir um plano de ação do setor. A iniciativa integrou as ações do Programa Cidade Empreendedora, implementado no segundo semestre de 2017.

O evento reuniu profissionais e empresários que atuam em campings e pousadas, empresas de transporte, artesãos, representantes de sindicatos, Epagri, integrantes do Conselho de Turismo, funcionários públicos envolvidos no segmento, entre outros. 

 Após apresentar o panorama do setor, o consultor credenciado ao Sebrae/SC, Claudir Olípio Gräf, discutiu juntamente com o público os objetivos e metas para fomentar o turismo, aproveitando os potenciais locais. A iniciativa foi essencial para dar andamento às ações da área e os próximos passos incluem reuniões de acompanhamento das atividades para viabilizar as estratégias planejadas e, com isso, elaborar o plano.

O eixo de turismo foi elencado durante reunião de diagnóstico do Plano de Desenvolvimento Econômico (PEDEM) com representantes do Poder Público Municipal e do Sebrae/SC, no mês de abril. Outros eixos definidos foram o de agricultura que terá seminário no dia 6 de junho e o de fabricação de móveis com seminário no dia 12 de junho, ambos a partir das 8 horas, na Câmara de Vereadores. A entrega do Plano à sociedade está programada para o dia 12 de setembro.

 “Com um Plano de Desenvolvimento Econômico bem fundamentado será possível planejarmos todas as ações de São José do Cedro a médio e longo prazo”, observa o prefeitoAntônio Plínio de Castro Silva ao destacar a vocação empreendedora do município e a capacidade de trabalho e produção dos pequenos empresários e dos produtores rurais.

O coordenador regional extremo oeste do Sebrae/SC, Udo Martin Trennepohl, salienta que a implantação do Plano de Desenvolvimento com a participação de todos os agentes econômicos locais – empresários, produtores rurais, microempresas – além de sindicatos, associações e entidades empresariais será estratégica para pontuar as iniciativas que fomentarão a economia local. “Estamos trabalhando o desenvolvimento social e econômico com ações práticas que apresentarão resultados significativos e duradouros”.

CIDADE EMPREENDEDORA

O Programa Cidade Empreendedora é voltado ao desenvolvimento social e econômico, tendo como finalidade ações práticas que apresentam resultados rápidos e duradouros aos municípios. A concretização do projeto resultará na criação de um ambiente favorável para os negócios, melhoria do índice de desenvolvimento humano (IDH), aumento da oferta de emprego, ampliação do nível de consumo e melhoria da qualidade de vida. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

SIGA-NOS