Clínica de Psicologia da Unoesc realiza mais de 600 atendimentos neste ano

02/12/2019 - 14h31

A Clínica de Psicologia da Unoesc São Miguel do Oeste realizou, neste ano, 637 atendimentos. Segundo a coordenadora da Clínica, Franciele da Costa, o atendimento está disponível à comunidade do Extremo-oeste catarinense. "O compromisso da Clínica não se esgota ao contribuir com a formação acadêmica. Ele está também no cuidado e acolhimento das pessoas que procuram por atendimento psicológico, colaborando no alívio do sofrimento e nos processos potencializadores, capazes de produzir novos significados", ressalta Franciele.

Além dos atendimentos individuais, a Clínica conta com atividades como o Programa Basta, um grupo psicoterapêutico  com autores de crimes cometidos contra a mulher, em contexto de violência doméstica, encaminhados pelo Poder Judiciário. Na Clínica, também são realizados os encontros do Grupo Acolher. O Grupo psicoterapêutico atende a acadêmicos do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e da Unoesc, em situação de risco, por tentativas de suicídio ou lesões autoprovocadas. Os dois grupos são projetos do curso de Psicologia, desenvolvidos pela acadêmica Josiane Romancini, sob a orientação das professoras Lisandra Antunes de Oliveira e Verena Augustin Hoch.

A Clínica de Psicologia da Unoesc possui quatro salas para atendimento individual, de casal ou familiar e está equipada para atendimento infantil,  de adolescentes, adultos e idosos. A estrutura conta ainda com sala de espera, sala de atendimento de grupo e dinâmica e uma sala destinada a estudo dos acadêmicos.

Formação profissional

Além de ter um papel importante na comunidade, a Clínica contribui significativamente para que os futuros psicólogos tenham uma formação profissional de qualidade. Franciele destaca que o objetivo é oportunizar aos acadêmicos vivências práticas, aproximando-os da realidade da  área de formação e propiciando momentos para vivenciar, pensar, interagir e construir, por meio da teoria aprendida, da convivência e do desenvolvimento de competências interpessoais. "O acadêmico, por meio da prática junto à comunidade, amplia a possibilidade de conhecimento do trabalho do psicólogo como profissão e compreensão do papel deste profissional na promoção de saúde mental e desta para o bem-estar do indivíduo", conclui Franciele.

Para a acadêmica Jaqueline Fabbi, a Clínica possibilita o desenvolvimento de  atividades como acompanhamento clínico, plantão psicológico, avaliação psicológica, atendimentos em grupo, entre outros."As contribuições proporcionadas pela experiência na Clínica vão desde a prática profissional supervisionada, desenvolvimento de escuta qualificada, manejo em situações mais delicadas, até o processo de desenvolvimento pessoal, possibilidade de aprimorar a autoconfiança, autoestima, habilidades intelectuais e socioemocionais", conclui a futura psicóloga. 

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.



  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook