Comércio estima crescimento de vendas para o dia das crianças
Expectativa é de que todo o comércio de SC registre aumento das vendas, conforme indica pesquisa da FCDL/SC.

09/10/2018 - 10h56

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) realizou levantamento com empresas associadas, de atuação no varejo, em mais de 20 cidades catarinense com maior Índice de Potencial de Consumo (IPC). A pesquisa revelou que a expectativa de vendas do comércio, para o Dia das Crianças, deve ser melhor ou igual quando, comparada com o mesmo período do ano anterior, segundo 86,66% dos entrevistados.  

Em São Miguel do Oeste, o questionário sobre a expectativa também foi respondido. Em relação ao ano anterior, 60% dos entrevistados consideram que as vendas serão melhores, enquanto 40% respondeu que será igual ao último ano.Para a prospecção de crescimento das vendas, 86,67% deles responderam que será de até 5% este ano. Ouve a mesma porcentagem (6,67%) de entrevistados, que consideram que as vendas serão de até 10%, e também superior a 10%. Foi apontado um ticket médio de R$ 51,00 a R$ 100,00 por 53,33% dos entrevistados.

Com relação aos itens mais procurados pelos compradores, aparece com 33,33% brinquedos, seguido de 26,67% vestuário, 20% calçados e 6,67% acessórios. De acordo com a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de São Miguel do Oeste, Solani Balbinot, o município tem bastante opções de compras e em vários setores, além da facilidade do estacionamento rotativo que garante as vagas para estacionar em frente aos estabelecimentos. “Neste sábado o atendimento no nosso comércio será até às 16horas, que facilitará para as pessoas que já querem antecipar suas compras e não deixar para a última hora”, destaca.Além das lojas físicas, os consumidores podem utilizar o portal Compra SMO para navegar e escolher a melhor opção de presente. Solani lembra que no portal há lojistas do município que vendem produtos de diversas marcas para o público infantil.

Na avaliação do presidente da FCDL/SC, Ivan RobertoTauffer, essa projeção positiva se deve principalmente em grande parte ao ciclo de corte de juros, iniciado pelo Banco Central e ao controle da inflação, que permanece dentro da meta. Outro fator determinante é a retomada do ritmo de consumo das famílias. A consulta foi realizada junto às empresas associadas com atuação no varejo nas 20 cidades catarinenses de maior índice de potencial de consumo.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook