Dois homens são presos preventivamente indiciados pela prática de furtos

05/11/2019 - 18h11

Na tarde desta terça-feira (05/11), a Polícia Civil de Descanso encaminhou ao Poder Judiciário a conclusão de um Inquérito Policial que apurou a prática de quatro furtos ocorridos na cidade, entre os meses de setembro e outubro deste ano. 

Foram identificados dois homens responsáveis pelos delitos que causaram um prejuízo aproximado de R$ 4.000,00 (quatro mil reais), pois foram subtraídas seis cadeiras (avaliadas em R$ 1.000,00), mais quatro escadas de alumínio (avaliadas em R$ 3.000,00), uma arma de fogo, tipo espingarda, calibre .20, além de uma espingarda de pressão, facas, bebidas e gêneros alimentícios.

Após tomar conhecimento dos fatos a Polícia Civil iniciou investigações e localizou as seis cadeiras furtadas, as quais foram vendidas pelo valor de R$ 100,00 (cem reais). Diversas outras diligências foram realizadas e conseguiram subsidiar um pedido do Delegado de Polícia pela decretação da Prisão Preventiva dos suspeitos que, com manifestação positiva do Promotor de Justiça, foi deferida pelo Poder Judiciário da Comarca.

Ambos foram presos, nos dias 21 e 23 de outubro, e desde então as investigações prosseguiram, sendo possível colher indícios mínimos de que atuavam em conjunto na prática reiterada de furtos.

Ambos possuem diversas passagens policiais, um deles utilizava tornozeleira eletrônica. Registra-se que após as suas prisões, nenhum boletim de furto foi registrado na cidade de Descanso.

Além dos dois indiciados pela prática de furtos, foi indiciado um homem pelo crime de receptação (aquisição das cadeiras furtadas) e outro pela posse ilegal de arma de fogo.

Os indiciados permanecem presos e à disposição da Justiça.

A Polícia Civil lembra que a aquisição de qualquer produto que não tenha origem lícita, ou seja, sem notas fiscais ou com valores abaixo do mercado, poderá incorrer no crime de receptação, além de incentivar a prática de crimes de furtos e estelionatos.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook