Em 61 municípios, Operação Veraneio em SC vai durar 78 dias e custar mais de R$ 33 milhões

18/12/2017 - 16h11

A Operação Veraneio, que será lançada na tarde desta segunda-feira (18) pela Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina, deverá se estender a 61 municípios, ter duração de 78 dias e custar mais de R$ 33 milhões aos cofres públicos. Participarão as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Instituto Geral de Perícias e Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Entre os 61 municípios, 29 são balneários e 32 com características turísticas com estâncias hidrominerais, fronteiras, entre outros. As informações são do governo do estado.

A operação é dividida em três etapas: pré-temporada, iniciada em 5 de outubro; alta temporada, de 15 de dezembro a 4 de março; e pós-temporada, de 5 de março a 15 de abril.

Conforme o estado, a Veraneio começa com ações que abrangem mais de 455 quilômetros monitorados de um total de 561 quilômetros de extensão divididos em 163 praias, 29 balneários e 26 estâncias hidrominerais com 405 postos de guarda-vidas.

Atuação

A Polícia Militar irá atuar em 146 praias em 52 municípios e em 26 estâncias hidrominerais, com efetivo de 5.077 policiais, sendo 3.970 da própria região e 1.107 de reforço policial.

No Corpo de Bombeiros a mobilização será em 35 cidades, em 159 praias, estâncias hidrominerais e balneários. Serão 326 quilômetros de áreas protegidas para banho, sendo 405 postos de salvamento, 19 lanchas, 32 motonáuticas, 31 quadriciclos, 2 helicópteros e 2 aviões.

A previsão é de que nesta temporada atuem temporariamente cerca de 1,5 mil guarda-vidas civis e que sejam movimentados outros 200 bombeiros militares para cumprimento das escalas em praias e balneários.

Na Polícia Civil, serão mobilizados policiais convocados e lotados, que atuarão em 36 municípios, entre cidades litorâneas e de águas termais. Destas, 26 terão reforço policial. O Serviço Aeropolicial da instituição também estará mobilizado e os policiais recentemente formados irão reforçar o litoral.

Haverá ainda reforço policial nas Delegacias de Atendimento ao Turista do Aeroporto Hercílio Luz e na Rodoviária Rita Maria.

Polícia argentina

Esta edição da Operação Veraneio terá ainda a participação de policiais argentinos, graças à assinatura do Protocolo de Cooperação na área da Segurança Pública entre Santa Catarina e a Província de Missiones. Devem vir ao estado cerca de 1,5 milhão de turistas daquele país.

Informações em três idiomas

Os turistas terão também acesso a informações para atendimento em português, inglês e espanhol, que estará disponível para acesso no site da Secretaria de Segurança Pública.

Para o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba a ideia é repetir o sucesso da operação anterior. "Tudo isso se deve à união das forças e ao reforço que recebemos na Operação Veraneio", disse.

Gastos

Os mais de R$ 33 milhões em recursos serão usados para pagar diária de policiais transferidos de suas bases para o litoral, etapa alimentação e pagamento dos guarda-vidas civis.


  • por
  • Kia Chavious



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook