Estados do Sul querem ampliar produção de leite
Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul representam 40% da produção de leite do Brasil.

27/02/2019 - 11h04
Os três estados que compõem a região Sul do Brasil querem ampliar a produção de leite para 2019. A região é responsável por cerca de 40% da produção de leite do país, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formam a Aliança Láctea Sul Brasileira, formada há quatro anos, para harmonizar o crescimento da cadeia produtiva de leite na região. 

Os secretários de Agricultura de cada estado estabeleceram que as unidades da Federação devem ampliar a oferta de tecnologia e assistência técnica aos produtores, além de organização setorial para que a logística de distribuição de leite seja mais eficiente. Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul estão no topo da produção láctea brasileira, atrás apenas de Minas Gerais.

Outra frente de trabalho para 2019 da Aliança Láctea Sul é buscar mercado externo para dar vazão à produção de leite. Além disso, os três estados têm tradição em agricultura familiar e devem fortalecer o setor, já que pequenos produtores são importantes na produção de leite.

Para o deputado Toninho Wandscheer, do PROS do Paraná, o fortalecimento de pequenos produtores é importante para o desenvolvimento do setor agrícola estadual.

“A agricultura familiar é o que produz o alimento de verdade, o feijão, o milho, o arroz, batata. Então a agricultura familiar tem que ser ajudada. Nós temos que priorizar aqueles que precisam desse trabalho para sobreviver. Agricultura familiar não ganha dinheiro, ganha um salário apenas, é sobrevivência. Então nada mais justo do que o governo do estado ajudar”, avalia o deputado.

Segundo o IBGE, o Rio Grande do Sul foi o estado sulista que mais produziu leite no terceiro trimestre de 2018, com mais de 1,8 milhão de litros, seguido pelo Paraná, com 1 milhão e 600 mil litros produzidos. Santa Catarina teve aproximadamente 1,5 milhão de litros. 

Dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária apontam que, mesmo sendo o quarto maior produtor de leite do mundo, o Brasil ainda importa mais o produto do que exporta. Em 2018, o Brasil importou 169 milhões de litros e exportou 38 milhões.

  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

Website Security Test