Ex-executivo da OAS, preso na Lava Jato, paga fiança de R$ 28,9 milhões para ser solto

05/12/2018 - 00h00

ex-executivo da empreiteira OAS César Mata Pires Filho preso na 56ª fase da Operação Lava Jato, teve o alvará de soltura expedido nesta terça-feira (4) pela 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba após pagar fiança de R$ 28.917.695.

Conforme a Polícia Federal (PF), o empreiteiro estava nos Estados Unidos no dia em que a nova etapa da Lava Jato foi deflagrada, em 23 de novembro. A atual fase da operação apura o superfaturamento na construção da sede da Petrobras em Salvador (BA).

Ele se apresentou à PF no dia 25 de novembro. A fiança tinha sido fixada pela juíza Gabriela Hardt na quinta-feira (29) - quando teve a prisão temporária convertida em preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

Para ficar em liberdade, o ex-executivo precisa cumprir medidas cautelares, como não exercer cargo de gestão na OAS, entregar o passaporte em 48 horas e não manter contato com demais investigados na operação, salvo familiares.

A defesa de Pires Filho disse que não vai se manifestar.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook