Gol começa a cobrar por assento marcado na hora da compra da passagem

22/02/2018 - 15h34

A Gol começou a cobrar pela marcação de assentos de parte dos clientes. Aqueles que quiserem selecionar seu lugar no avião no momento da compra da passagem terão de pagar uma taxa adicional. A escolha do assento, no entanto, continuará a ser gratuita para os clientes a partir de 7 dias antes do embarque.

A novidade faz parte de uma mudança que a Gol fez em suas classes tarifárias. A Gol anunciou a criação de uma tarifa Promo, que terá descontos de até 30% em relação a classe tarifária mais barata, a Light.

Segmentação dos serviços

A estratégia da Gol é segmentar o serviço de transporte aéreo, oferecendo mais ou menos opções para os passageiros de acordo com o seu perfil. A iniciativa está em linha com a decisão da empresa de cobrar a bagagem despachada nas passagens promocionais, implementada em junho de 2017.

“Nosso objetivo é dar ao cliente Gol total controle sobre suas preferências individuais ao adquirir um bilhete aéreo para voar conosco”, afirma Eduardo Bernardes, vice-presidente de vendas e marketing da companhia, em comunicado.

Os clientes que comprarem a passagem nas tarifas Promo e Light, que são as mais baratas da empresa, não terão direito a despacho de bagagem gratuito nem a escolha de assento no momento da compra. Eles poderão, no entanto, contratar os serviços separadamente, pagando taxas adicionais.

Já aqueles que comprarem a passagem nas tarifas Max e Plus, que são mais caras, poderão despachar sua bagagem gratuitamente e escolher os assentos marcados na hora da compra, sem custos adicionais.

Concorrência

A Gol não é a única a seguir por esse caminho. Suas concorrentes Latam, Azul e Avianca também cobram pelo despacho de bagagem nas tarifas promocionais.

A Latam recentemente começou a cobrar pelo lanche servido a bordo e já anunciou que pretende cobrar também pela marcação de assento.


  • por
  • Kia Chavious



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook