​Governo de Santa Catarina distribuirá cloroquina a municípios

09/07/2020 - 12h42

O governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria do Estado de Saúde (SES), informou na terça-feira (7) que irá distribuir cloroquina 150 mg em comprido às Regionais de Saúde e municípios.

A nota ressalta que o medicamento é destinado ao tratamento de casos leves de Covid-19.

Os gestores que tiverem interesse em receber a cloroquina deverão informar por e-mail à Regional de Saúde o número de casos notificados e confirmados para Covid-19 em seu município até a data do pedido.

O governo do Estado informa que a distribuição ocorrerá conforme agenda da logística das Unidades Descentralizadas de Assistência Farmacêutica das Regionais de Saúde (UDAFs).

Polêmicas com o uso da cloroquina

A Organização Mundial da Saúde (OMS) suspendeu no dia 17 de junho os testes clínicos com a cloroquina e com a hidroxicloroquina.

“Com base nas evidências obtidas, a decisão foi de parar os testes randomizados com a hidroxicloroquina. [A decisão] foi tomada com base nas informações fornecidas pelos testes feitos na Inglaterra e nos dados colhidos pelos testes do grupo Solidariedade”, informou Ana Maria Henao-Restrepo, chefe da Unidade Pesquisa e Desenvolvimento da OMS.

Ainda na terça-feira (7), uma carta aberta foi publicada, assinada por diversos setores de saúde da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), pela Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), assim como a Sociedade Brasileira de Bioética, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBV (Sociedade Brasileira de Virologia) e a Associação Catarinense de Plantas Medicinais.

No manifesto, as entidades repudiam o uso de “protocolos de tratamento precoce da Covid-19 desprovidos de fundamentos científicos”. Dentre eles, o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina.

“Além de imprudente, o referido apoio ao protocolo é antiético e irresponsável”, diz a carta.

Efeitos adversos

Mesmo com o anúncio da distribuição dos medicamentos no Estado, o governo ressalta que o Centro de Operações de Emergências em Saúde de Santa Catarina considera que até o momento as evidências científicas disponíveis para o uso da Cloroquina e Hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19 em pacientes apontam riscos importantes relacionados aos seus efeitos adversos.

A nota cita, portanto, que “futuramente, caso venha a ocorrer a comprovação científica de benefícios do uso desse medicamento, essa Nota Técnica poderá ser modificada.”

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook