Homem é preso por comercializar mais de 3 milhões de cédulas falsas de Real

02/12/2019 - 17h35

O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) e a Polícia Federal deflagraram, na manhã desta segunda-feira, 2 de dezembro, a Operação Marduque, que visa a combater o crime de fabricação e venda de moeda falsa por meio do aplicativo WhatsApp para compradores em diversos estados brasileiros.

Além da prisão preventiva do principal suspeito de comandar o esquema, também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em Vitória e Viana. Foram apreendidos cerca de R$ 190 mil em cédulas falsas, equipamentos utilizados para a falsificação e equipamentos de mídia em geral.

As investigações começaram depois de uma notícia-crime apresentada pelos Correios em virtude da interceptação de objetos postados em Vitória para diversos estados contendo cédulas falsas de reais e postadas por um mesmo remetente que se utilizava de nome falso. O investigado se utilizava de grupos de Whatsapp para a venda das cédulas em diversos estados do Brasil.

No passado, o acusado chegou a remeter notas falsas em seu próprio nome, além de ter utilizado também outros nomes falsos. Segundo as interceptações telefônicas, o próprio acusado diz que já fez 3 milhões de cédulas falsas e que trabalha com isso há 12 anos. Ele ainda dizia pretender expandir seus negócios por meio da atuação de outras pessoas em outras partes do território nacional.

Número dos autos: 5029812-75.2019.4.02.5001.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook