Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em SC por fraude

19/10/2018 - 16h11

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nesta sexta-feira (19) em Santa Catarina e em outros cinco estados brasileiros referente à Operação Abismo, relacionada a um esquema de fraudes no instituto de previdência de servidores da região metropolitana de Recife, em Pernambuco. Ao todo, foram emitidos 22 mandados de prisão e 42 de busca e apreensão em Santa Catarina, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Distrito Federal e Goiás. 

O alvo dos mandados de prisão são empresários, lobistas, advogados, políticos, religiosos e outras pessoas que estariam participando do esquema criminoso. As medidas foram determinadas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que também autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores depositados em contas em nome dos investigados.

As investigações, que tiveram início no mês de março, apontam que mais de R$90 milhões do instituto, investidos em instituições sólidas, foram transferidos para fundos compostos por ativos "podres" — com grande probabilidade de inadimplência futura, que coloca em risco o pagamento da aposentadoria dos servidores do município.

Há também indícios de que a alteração na carteira de investimentos teria sido feita a mando do prefeito do município, que já está preso segundo a PRF, por conta do oferecimento de vantagem indevida.

O nome dos envolvidos não foi divulgado porque as investigações seguem em sigilo. Entre os crimes atribuídos aos envolvidos estão lavagem de dinheiro, associação criminosa, crimes financeiros, corrupção ativa e passiva, cujas penas ultrapassam os 30 anos de reclusão. 

Os presos de Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Distrito Federal e Goiás  ficarão reclusos em sistemas prisionais de seus estados, à disposição do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

Website Security Test