Polícia Militar Ambiental é homenageada pelos 20 anos em São Miguel do Oeste

Ex-comandantes e policiais militares pioneiros receberam homenagem da Polícia Militar Ambiental

Ex-comandantes e policiais militares pioneiros receberam homenagem da Polícia Militar Ambiental

05/12/2018 - 10h47

Os 20 anos de instalação do 2º Pelotão da 2ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental em São Miguel do Oeste foram motivo de homenagem da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste nesta terça-feira (4). O Legislativo realizou sessão solene para marcar a data, que remete a 17 de novembro de 1998. A sessão foi proposta pelos vereadores Cássio da Silva (MDB) e Odemar Marques (PDT).

Os proponentes da sessão destacaram, em suas falas, o trabalho de proteção ao meio ambiente desempenhado pelo órgão e parabenizaram pelos 20 anos de história. Cássio e Odemar também entregaram uma menção honrosa ao comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Chapecó, Jorge Luiz Haack, e ao comandante do 2º Pelotão de Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste, capitão Everton Roncaglio.

Na sessão a Polícia Militar Ambiental do Extremo-Oeste também homenageou parceiros e colaboradores. Foram entregues certificados e troféus a ex-comandantes, policiais militares ambientais pioneiros, forças policiais do Brasil e da Argentina, instituições parceiras, imprensa, Poder Judiciário, Ministério Público, órgãos públicos, associações e parceiros individuais. O troféu entregue traz um logotipo dos 20 anos da Polícia Militar Ambiental, com referências às cores do órgão, verde e camuflado; à araucária e ao papagaio do peito roxo, espécies presentes na região e ameaçadas de extinção; e a imagem da primeira viatura da unidade, uma Toyota Bandeirante, que representa a história, a luta e a persistência dos policiais pioneiros, retratando as limitações e equipamentos e materiais da época.

O capitão Everton Roncaglio, comandante da Polícia Militar Ambiental em São Miguel do Oeste, ressaltou que “quem visualiza o nosso momento presente não imagina a luta, as dificuldades e os desafios daquele reduzido, porém aguerrido, grupo de policiais militares que à época encamparam a ideia de lutar pela qualidade de vida das pessoas de nossa região, hoje aqui representados pelos policiais militares pioneiros”. “A falta de uma estrutura física adequada, a escassez de materiais e equipamentos, o reduzido número de efetivo, dentre outros tantos complicadores, foram alguns dos percalços enfrentados”, acrescentou, ressaltando que a desconfiança inicial da população foi se dissipando à medida em que aparecia o trabalho dos policiais militares ambientais. “A forma incansável como os pioneiros labutaram fez com que a unidade crescesse”, enfatizou, ressaltando as inúmeras parcerias firmadas com a sociedade, que fortaleceram a corporação.

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Chapecó, Jorge Luiz Haack, por sua vez, falou do trabalho desempenhado pela instituição. “Nosso histórico registra que a Polícia Militar Ambiental aqui começou pequena, com um tenente, três sargentos e quatro cabos, um total de oito policiais militares, e foi escolhida acertadamente São Miguel do este, esta cidade emergente na fronteira com a Argentina”, iniciou sua fala, citando os inúmeros crimes contra os quais o órgão atua, especialmente na defesa do meio ambiente, além de ações de prevenção e orientação. “Sólidas parcerias foram construídas com a contribuição de cada policial militar, que aqui deixou seu legado ou ainda permanece”, acrescentou. “Somos guardiões da mãe natureza. Preservar é o nosso compromisso sagrado”, acrescentou, agradecendo a homenagem prestada pela Câmara de Vereadores.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook