Votação para deputado de Eskudlark e Grando diminuiu em São Miguel do Oeste

Em sua conta no facebook, Eskudlark agradeceu pelo apoio recebido

Em sua conta no facebook, Eskudlark agradeceu pelo apoio recebido

08/10/2018 - 13h07

A apuração da eleição em São Miguel do Oeste apontou alguns números surpreendentes. Caiu bastante a votação dos candidatos a deputado estadual João Carlos Grando (MDB) e Maurício Eskudlark (PR), com reduto eleitoral no município. 

Dos 26.333 votos que lhe garantiram um novo mandato, Eskudlark somou apenas 1.416 em São Miguel do Oeste.  No pleito de 2014 ele havia conquistado 4.223 sufrágios.  A diferença a menos foi de 2.807 votos, o que equivale a uma queda de 66%.  Em relação ao seu desempenho estadual, a  votação de Eskudlark foi 27% menor.  Como em 2014 somou 36.280 votos, a diferença ficou em 9.947 votos.  Os números evidenciam o acerto que o candidato reeleito teve quando trocou o PSD pelo PR. Na época Eskudlark frisou que a troca abria a possibilidade dele se eleger com cerca de 25 mil votos ou um pouco mais. Sua estratégia foi correta na medida em que acabou reconduzido à Assembléia Legislativa catarinense por mais 4 anos.

O resultado das urnas frustrou bastante João Grando.  Ele tentou compensar a falta de recursos financeiros com muito trabalho. Cruzou o estado dezenas de vezes em busca de apoio à sua candidatura. Entretanto, o despenho do emedebista ficou abaixo do esperado. Em São Miguel do Oeste, sua terra natal,  o número de votos ficou 16% abaixo do alcançado em 2014.  Na eleição passada, Grando somou 5.896 votos, enquanto que neste domingo alcançou 4.932. Foram 964 votos a menos.  No estado a queda foi ainda maior. Em 2014 ele obteve 27.298 votos, contra os 22.562 totalizados em 2018.  A diferença foi de 4.736 votos,  ou seja, 17% menor. (CONFIRA ENTREVISTA EXCLUSIVA DO DEPUTADO REELEITO MAURÍCIO ESKUDLARK NO TOPO DA PÁGINA).


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook