Aumento salarial para professores em SC impulsiona busca por licenciaturas
Aprovação do piso salarial de R$ 5 mil para jornadas de 40 horas também provocou recorde em concurso para ACTs.

Foto: Divulgação/ND

Foto: Divulgação/ND

14/10/2021 - 14h11

O aumento do piso salarial para professores estaduais em Santa Catarina fez com que a procura por cursos de licenciatura aumentasse no Estado.

O novo valor, de R$ 5 mil para docentes graduados e com jornada de 40 horas semanais, foi aprovado pela Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina) no último dia 11 de agosto. Até então, o piso do magistério era de R$ 2,8 mil no Estado.

Em Blumenau, apenas neste semestre, uma universidade local recebeu 300 novos alunos, motivando a abertura de vários cursos de licenciatura, inclusive em outras cidades, em parceria com outras instituições.

Em outras universidades no Estado, a expectativa é que a busca pelas licenciaturas possa aumentar nos próximos semestres, quando abrem novas vagas via vestibular.

Recorde de inscrições para ACTs

Com a valorização salarial, houve ainda um número recorde de inscrições no processo seletivo para a admissão de professores em caráter temporário (ACTs) da SED (Secretaria de Estado da Educação), aberto recentemente.

Conforme a Secretaria, 75.995 pessoas se inscreveram para participar da seleção, cujas provas  acontecerão em 7 de novembro. O número é o dobro das inscrições realizadas no último processo seletivo, realizado em 2018, quando 36.212 profissionais se candidataram.

A estimativa da SED é chamar cerca de 20 mil professores para lecionar em 2022 no Estado.

Se você já leciona ou está interessado em entrar para a área, é importante lembrar que é preciso estar com o currículo pronto para dar aulas. Mesmo para quem não é formado em Pedagogia, mas já tem uma licenciatura, há a opção de fazer uma segunda licenciatura, que permite lecionar novas disciplinas e aumentar sua renda.

Outra opção é a Formação Pedagógica, indicada para quem já tem um diploma de bacharel ou tecnólogo, mas não de licenciatura. Alguém formado em Economia, por exemplo, pode fazer uma Formação Pedagógica em Matemática e ao fim do curso, poderá se candidatar para dar aulas nesta disciplina.

A vantagem é que você economiza tempo e dinheiro, pois pode se formar em menos tempo e com menor investimento.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook