Ao derrotar o Fortaleza, Inter se credencia ao título
No primeiro tempo, um Grêmio sem garra passou vergonha em São Paulo. Com Maicon na equipe, tricolor foi outro na etapa final

No confronto direto com o São Paulo, a grande chance do Inter assumir a liderança

No confronto direto com o São Paulo, a grande chance do Inter assumir a liderança

18/01/2021 - 08h39

Por Sergio Wathier
JRTV/Jornal Regional 

Com a vitória diante do Fortaleza, neste domingo, no Beira Rio, o Inter se credencia efetivamente ao título do Brasileiro. Depois de mais de 40 anos, o colorado dos pampas vê crescer suas chances de ser campeão nacional pela quarta vez. Um pontinho separa o Inter do líder São Paulo, 57 contra 56. Os dois têm 16 vitórias e se enfrentam na quarta-feira no Morumbi. Aliás, o time de Abel Braga está numa semana decisiva. Primeiro enfrenta o São Paulo. E na volta, pega seu arquirrival gaúcho no clássico Grenal. 

Respeito e medo 

Paradas indigestas pelas quais o Inter precisa passar com sucesso para ainda continuar na briga pelo título. O curioso é que outro jogo desta quarta-feira vai reunir na Arena Grêmio e Atlético-MG, 3° e 4° colocados. Confronto também decisivo para esses dois pretendentes à taça do Brasileirão. Alguns dias atrás, o Inter, por exemplo, sequer figurava nas projeções de favoritos ao título. Hoje, após engatar seis vitórias seguidas, está na briga mais do que nunca, impondo respeito e medo aos adversários.

São Paulo sob pressão

O São Paulo vem de três jogos sem vitória. Duas derrotas e um empate. Portanto, a pressão em cima do técnico Fernando Diniz e o time é grande. Havia aberto 9 pontos de vantagem sobre o segundo colocado e viu a distância para seus rivais diminuir a cada jogo, a ponto de, em caso de derrota para o time vermelho gaúcho, perder a liderança. Já o Inter, mesmo sem jogadores importantes que estão fora por lesão (Moledo, Saravia, Boschilla, Galhardo e Guerrero), encontrou a formação ideal na vitória diante do Boca, em plena La Bombonera, e desde então acumula uma série invicta. O vestiário colorado que já viveu dias nebulosos, hoje respira tranquilidade e motivação.

Faltou garra

Já os gremistas querem saber qual o time que na quarta vai entrar em campo contra o Atlético-MG: O do primeiro tempo ou o do final do jogo contra o Palmeiras. Os primeiros 45 minutos em São Paulo foram de chorar. Uma vergonha. O Grêmio foi submisso e sem vontade. Após o ingresso de Maicon, tudo mudou. O tricolor tomou conta das ações, empurrou o Palmeiras para sua defesa, chegou ao empate e ainda teve uma chance de falta para vencer o jogo. A verdade deve ser dita: Se o Grêmio não aliar garra e determinação ao seu toque de bola, vira um time comum. É esperar que com a equipe titular completa, o tricolor dos pampas passe pelo time mineiro e também se credencie ao título.  

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • JRTV/Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook