Após perder pênalti, Grêmio empata com América no último lance e confirma liderança do grupo

Diego Souza diminuiu o estrago marcando o gol de empate de pênalti

Diego Souza diminuiu o estrago marcando o gol de empate de pênalti

22/10/2020 - 23h53

O segundo tempo do empate em 1 a 1 entre Grêmio e América de Cali na Arena, na noite desta quinta-feira, é digna das noites mais malucas de Libertadores. O Tricolor em menos de um minuto perdeu pênalti com Robinho e depois sofreu gol contra de Kannemann e sofreu durante a maior parte da etapa final. Mas nos minutos finais, Diego Souza converteu outra penalidade marcada e colocou a iguldade no placar para garantir a lidernaça do Grupo E. Com este gol sofrido no apagar das luzes, o América ficou fora da Sul-Americana.

Como ficou

O Grêmio acabou na liderança do Grupo E, com 11 pontos. O Inter, que empatou com a Universidad Católica no Chile, foi o segundo com oito. Os resultados deixaram a Católica em terceiro, com sete pontos e classificada para a Sul-Americana, e o América na lanterna com seis pontos.

Primeiro tempo

Foram 45 minutos arrastados. O Grêmio, já classificado, não jogou bem e teve dificuldades para manter a bola e atuar no campo ofensivo. O América apostou em saídas em velocidade após roubar a bola. Vergara foi o responsável por comandar estas ações, mas também sem levar muito perigo ao gol de Vanderlei. A jogada mais perigosa foi uma cobrança de falta de Lucas Silva, próxima da trave de Graterol.

Segundo tempo

Começou bastante promissor, mas isso se encerrou em pouquíssimo tempo. O Grêmio voltou bem do vestiário e criou chances. A melhor, o pênalti sofrido por Luiz Fernando. Mas aí Robinho desperdiçou a cobrança. E veio, na reposição do goleiro Graterol, o gol contra de Kannemann. O zagueiro argentino ainda empurrou um rival e foi expulso no final. Mas, no último lance, Diego Souza converteu pênalti e conseguiu o empate.

3 finalizações em 3 minutos

Depois de um primeiro tempo ruim, o Grêmio voltou com as entradas de Isaque e Luiz Fernando no vestiário. Em três minutos de etapa final, o Tricolor já havia assustado o gol rival e criado mais do que todos os momentos anteriores. Luiz Fernando, Pepê e Robinho arremataram em boas oportunidades. E Luiz Fernando foi derrubado na área após tabela com Diego Souza no que parecia um momento promissor gremista. Parecia.

Pênalti e gol do América

Uma inacreditável sequência de fatos em poucos segundos na Arena mudou a história do jogo completamente. Depois de começar bem, o Grêmio teve um pênalti a seu favor. Robinho foi para a cobrança e recuou para o goleiro Graterol. A reposição foi certeira para o contra-ataque. Vergara recebeu e cruzou na área. Kannemann pulou para tentar afastar, mas resvalou a bola para o seu próprio gol. Em coisa de poucos segundos, o Tricolor vai de um pênalti a favor a um gol contra.

Até o final!

Quando tudo parecia já se encaminhar para uma derrota em casa, o lateral Velasco tocou com a mão na bola de maneira infantil. Mais um pênalti e nova chance para o Tricolor. Diego Souza, desta vez, não desperdiçou e fechou o empate no último lance.

Desfalque nas oitavas

Kannemann já havia levado cartão amarelo no primeiro tempo por parar um contra-ataque do América. Além do gol contra, o argentino ainda se irritou com Cabrera e o empurrou. Levou o segundo amarelo e foi expulso. Desfalque gigante para as oitavas de final da Libertadores.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • GE/RS



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS