Banco Central confirma que retomada econômica do Brasil será rápida

24/09/2020 - 14h55

O Banco Central (BC) revisou sua projeção para o PIB deste ano, que indicava queda de 6,4%. De acordo com o novo relatório, a contração será de 5%. O dado consta no Relatório de Inflação publicado pelo órgão nesta quinta-feira (24). Dessa forma, os indicadores mostram que a retomada da atividade econômica pós-coronavírus está ocorrendo mais rápido que o esperado, observa o BC.

“A projeção considera crescimento acentuado no 3° trimestre, influenciado pelas medidas governamentais de combate aos impactos econômicos da pandemia e pelo retorno gradual a patamares de consumo vigentes antes do período de isolamento social”, informou o BC, no relatório.

Além disso, o Banco Central previu um crescimento do crédito no país de 11,5% este ano, ante projeção de 7,6% feita em junho. Agora, a expectativa é que o subsídio às famílias suba 7,8% em 2020, contra expectativa anterior de 5,8%. Para as empresas, a alta foi calculada em 16,5%, ante 10% no mais recente relatório. Entre outras medidas, a instituição financeira vem reduzindo a taxa básica de juros (Selic), de modo a estimular o consumo dos brasileiros.

Recentemente, manteve a Selic em 2% ao ano. E, para o ano que vem, projetou alta de 3,9% para o PIB. Portanto, uma perspectiva mais otimista que o crescimento de 3,2% aguardado pelo Ministério da Economia.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS