BOLA EM JOGO: Mudar de técnico não melhorou futebol do Grêmio. Inter vence outra e encosta no G-6

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

14/10/2021 - 00h43

Por Sergio Wathier
JRTV/São Miguel do Oeste

Grêmio mudou de técnico, mas seu futebol continua ruim

Quem disse que o que está ruim não pode piorar. Pode sim. O Grêmio de Felipão não tinha padrão de jogo. Tentava se defender e jogar por uma bola. Não deu certo e o tricolor afundou na zona de rebaixamento. Veio Tiago Gomes e os gremistas cheios de esperança de que ele mudasse a cara do time. Mesmo sem centroavante, o comportamento tricolor no primeiro tempo não foi de um todo ruim. Mas não teve força ofensiva. Algumas investidas, mas nada que indicasse que o Grêmio poderia vencer. 

Veio o segundo tempo. Os torcedores esperavam que, como  precisava da vitória, o técnico fosse um pouco mais audacioso colocando um centroavante de ofício, pois tinha Diogo Souza e Elias no banco. Mas não, colocou Sarará (sem a menor embocadura para ser titular numa hora terrível pela qual passa o time) e apostou no perna de pau do Everton. E pagou caro pelos erros. 

A situação é crítica. O Grêmio não se ajuda. Seus adversários diretos na briga para escapar do Z-4, perderam novamente. A distância se manteve. Vem aí o Juventude. Vai ser um jogo de vida ou morte. Só a vitória alivia a situação. Em caso de derrota, não vejo como escapar da degola. Dias terríveis para os tricolores, que só não jogam a toalha de teimoso. 

A derrota no nordeste custou o cargo do vice-presidente de futebol, Marcos Hermann. Os sucessivos maus resultados derrubaram todo o departamento de futebol gremista. Prenuncio de muita chuva e trovoada pela frente.

Inter faz mais uma vítima e embala no Brasileiro

Com Patrick e Yuri Alberto como destaques, o Inter fez mais uma vítima. Meteu 3 a 1 no América-MG e encostou de vez no G-6. Atou namoro com a zona da Libertadores e é bem provável que consiga sua vaga ao torneio sul-americano. 

Mas não foi fácil vencer o Coelho. Em alguns momentos, o time mineiro chegou a ameaçar o triunfo colorado. Porém, o Inter soube sair das arapucas armadas pelo adversário e foi letal no ataque. Yuri Alberto deixou o seu na rede mineira. Só que quem fez a diferença foi o meia Patrick, com direito a um golaço.

O próximo compromisso é diante do Palmeiras, no Alianz Parque. O Palestra vem de uma derrota e deve entrar a mil para afastar a crise. Os últimos resultados aumentaram a distância dos líderes. Por isso vai brigar por uma vitória, até como forma de melhorar o clima do vestiário que anda tenso diante dos maus resultados. Jogo duro para o Inter, mas é contra os grandes que o time colorado se agiganta. 

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • JRTV/Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook