BOLA EM JOGO: Torcedores pedem a saída de Tite e ‘#ForaTite’ está entre os 10 assuntos mais comentados no mundo

Foto de Tite com o ex-presidente Lula (PT) teria desgastado ainda mais a imagem do técnico (Foto Gazeta do Povo/Divulgação)

Foto de Tite com o ex-presidente Lula (PT) teria desgastado ainda mais a imagem do técnico (Foto Gazeta do Povo/Divulgação)

05/06/2021 - 16h41

Por Sergio Wathier
JRTV/São Miguel do Oeste

Ao que tudo indica, o Tite está com os dias contados para deixar o comando técnico da seleção brasileira. Na rede social, vários usuários lembram imagens de Tite com o ex-presidiário Lula (PT) e criticam o comandante pela “insurgência” dos atletas. Nos bastidores corre solta a informação de que na terça, após o jogo com o Paraguai, os jogadores irão manifestar se irão ou não boicotar a competição. Os torcedores culpam Tite por essa situação.  

Ainda na sexta-feira o Tite já se tornou o assunto mais falado, estando em primeiro lugar com mais de 110 mil tuítes contra o treinador. Também ontem (04), a  ‘#ForaTite’ entrou no top 10 dos assuntos mais comentados no mundo, chegando a ocupar o terceiro lugar. O desconforto é grande. O técnico, que já não andava bem das pernas, ficou em situação ainda mais complicada com o episódio envolvendo a Copa América.

Renato é a bola da vez

Diante da perspectiva de demissão de Tite, o nome mais lembrado para substituí-lo é o de Renato Gaúcho, ex-técnico do Grêmio. Em recente entrevista, ele admitiu que seu grande sonho é treinar a seleção. Falando fluente a linguagem da boleragem, Renato hoje aparece como grande favorito ao cargo. 

Campanha de Tite

Quando Tite assumiu o comando da seleção brasileira em 2016, todos esperavam por um salvador da pátria e o seu nome era praticamente unânime entre os torcedores. No entanto, após quatro anos à frente da seleção, o técnico já não conta com o mesmo prestígio.

Com 52 jogos disputados desde quando aceitou comandar a seleção, Tite possui apenas uma derrota em partidas oficiais, justamente contra a Bélgica, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018, o que é alvo da maior parte das críticas que recebe, apesar da conquista da Copa América um ano depois.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • JRTV/Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook