Com gol relâmpago de pênalti, Fluminense segura o Inter no Maracanã e se aproxima da Libertadores

Foto: André Durão

Foto: André Durão

25/11/2021 - 08h21

O Fluminense levou a melhor no confronto direto com o Internacional por vaga na Libertadores de 2022 via Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira no Maracanã, empurrados pela torcida, os cariocas venceram um jogo de ataque colorado contra defesa tricolor graças a um gol relâmpago de pênalti, convertido por Fred logo nos primeiros minutos. Com isso, o time de Marcão abriu quatro pontos sobre o de Diego Aguirre na tabela e vê a classificação para o principal torneio da América do Sul muito próxima a três rodadas do fim.

Como fica?

A vitória não mudou a posição na tabela do Fluminense, que continua em sétimo lugar, mas agora com 51 pontos e só um atrás do Bragantino, que fecha o G-6. Mas como os finalistas da Libertadores (Flamengo e Palmeiras) e da Copa do Brasil (Athletico-PR e Atlético-MG) abrirão mais duas vagas para o principal torneio da América do Sul via Brasileirão, o Tricolor se aproxima da classificação e vai em busca da vaga direta na fae de grupos. Já o Inter, que chegou a três derrotas seguidas, continua em oitavo lugar com 47 pontos, mas poderá ser ultrapassado por Ceará e América-MG, que ainda jogam nesta rodada.

Agenda

O Fluminense volta a campo no domingo, quando visita o líder Atlético-MG às 16h (de Brasília) no Mineirão. No mesmo dia, só que às 19h, o Inter recebe o Santos no Beira-Rio.

A sina continua

Por sua vez, o Inter amargou mais um resultado ruim jogando como visitante neste Brasileirão. Nos últimos sete jogos longe do Beira-Rio, perdeu seis (para Fluminense, Cuiabá, Juventude, São Paulo, Palmeiras e Atlético-MG) e empatou com o Ceará. A última vitória Colorada longe de seus domínios foi sobre o Sport no dia 13 de setembro, quando fez 1 a 0 na Ilha do Retiro.

1º tempo

Bastou a bola rolar e... Pênalti para o Fluminense. Com um minuto de jogo, Fred tentou o passe para Luiz Henrique na área, e a bola bateu no braço de Bruno Méndez. O camisa 9 cobrou e converteu, mudando toda a configuração da partida. O Tricolor abriu mão de ser ofensivo e se fechou na defesa para explorar os contra-ataques, mas só conseguiu chegar com perigo de novo com Luiz Henrique, aos 31. Enquanto o Inter teve a bola (chegou a 67% da posse), mas tinha dificuldades para furar a retranca. Ainda assim, assustou em chute cruzado de Patrick aos oito minutos; em cabeçada de Cuesta aos 24, em que Marcos Felipe fez milagre; e aos 43 com Edenilson, que desperdiçou uma chance sozinho na área após a defesa errar ao fazer linha de impedimento.

2º tempo

Aguirre e Marcão mantiveram os times para a etapa final, mas o panorama foi o mesmo, e o colorado perdeu a paciência com 10 minutos. O Inter cresceu com as entradas de Maurício e Matheus Cadorini, que teve a bola do empate em seus pés. Foi aos 21 minutos, quando Taison chutou prensado e sobrou para o atacante livre no meio da área. Ele ajeitou o corpo e bateu no canto, mas não mirou direito, e a bola raspou a trave. O Fluminense também acordou após Bobadilla substituir Fred, e o Tricolor teve boas chances de matar o jogo aos 29, em cabeçada de Luccas Claro; aos 34, em contra-ataque com Caio Paulista; e aos 53, em chute de Bobadilla na rede pelo lado de fora. Nos minutos finais, até Marcelo Lomba foi para o ataque, mas de nada adiantou.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS