Em um ano Sicoob cresce 37% em sua carteira de crédito

15/07/2021 - 19h16

A carteira de crédito do Sicoob atingiu R$ 93,8 bilhões no encerramento do primeiro trimestre do ano, um crescimento de 37% com relação aos R$ 68,5 bilhões que a instituição apresentou no primeiro trimestre de 2020. As operações de crédito líquidas chegam a R$ 89,1 bilhões, aumento de R$ 24,7 bilhões com relação ao mesmo período do ano anterior.

Entre os bancos comerciais e cooperativas financeiras, o Sicoob é o sétimo colocado no ranking de operações de crédito. O Sistema Financeiro Cooperativo (SFC) detém 5,7% de market share (participação no mercado) em relação ao Sistema Financeiro Nacional (SFN). Contabilizando apenas o SFC, o Sicoob representa, sozinho, 44% dessas operações. Se comparado com cinco anos atrás, quando a instituição tinha uma carteira de R$ 36,9 bilhões - houve aumento de 154,2%.

Com 16 centrais e 366 singulares, o Sicoob chegou a 5,2 milhões de cooperados, uma alta de 9,5% com relação ao primeiro trimestre de 2020. Somente no público PJ (Pessoa Jurídica), o crescimento foi de 13%, saindo dos 895 mil cooperados PJ em março de 2020, para 1,016 milhão no terceiro mês de 2021.

Sua rede de atendimento – que chegou à segunda colocação no ranking do Banco Central, deixando para trás tradicionais instituições bancárias – agora tem 3.523 pontos de atendimento, um crescimento de 4% em um ano. O Sicoob está presente em 1.934 municípios, com agências em 27 unidades da Federação e é a única instituição financeira com presença física em 304 cidades brasileiras.

Os depósitos à vista estão em R$ 33,9 bilhões, alta expressiva de 77,1% com relação ao primeiro trimestre de 2020. Já na poupança, houve crescimento de 54,9%, saltando dos R$ 6,6 bilhões para R$ 10,2 bilhões. Os depósitos a prazo subiram 33,4%, chegando a R$ 69,6 bilhões. O Sicoob acredita que estes significativos crescimentos se devem ao período de incertezas econômicas que o país vive, já que o cooperado busca maior segurança e, por isso, se volta às cooperativas para aplicação de seus recursos.

Também na comparação entre o primeiro trimestre de 2021 com o mesmo período do ano passado, o patrimônio líquido do Sicoob teve um crescimento de 5,9%, chegando a R$ 25,3 bilhões. Os resultados e sobras (antes de Juros sobre Capital Próprio) subiram de R$ 897,6 milhões para R$ 1,1 bilhão, e os ativos totais cresceram 36,3%, alcançando a marca de R$ 165,6 bilhões.

Justiça financeira e prosperidade
De acordo com o diretor-presidente do Sicoob, Marco Aurélio Almada, a instituição tem como propósito conectar as pessoas para promover justiça financeira e prosperidade. “Somos uma referência no cooperativismo e o grande objetivo sempre foi promover desenvolvimento econômico e social de pessoas e comunidades”, disse o executivo.

O Sicoob permite a livre admissão, ou seja, é aberto a qualquer pessoa física ou jurídica que queira ser um cooperado. Entre os serviços prestados, estão conta corrente, cartões de débito e crédito, crédito pessoal, imobiliário, rural e empresarial, previdência, consórcios, financiamentos, investimentos, seguros, adquirência (por meio das maquininhas Sipag), marketplace (espaço virtual onde se faz comércio eletrônico), programa fidelidade (com o Coopera), entre outros.

Além disso, o Sicoob conta com um robusto sistema de atendimento digital, no qual os cooperados podem realizar suas transações financeiras de onde estiverem, pelo App Sicoob, ou pelo internet banking.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS