Governo anuncia que 3 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson chegam em junho

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

05/06/2021 - 10h57

Na tarde desta sexta-feira (04), o Ministério da Saúde anunciou que o país obterá um adiantamento de vacinas contratadas da Janssen, braço farmacêutico da Jonhson & Johnson. Serão antecipadas 3 milhões de doses, com previsão de entrega para junho.

O total contratado com a Jonhson & Johnson é de 38 milhões de doses, com remessa marcada para o quarto trimestre do ano.

A vacina já tem registro de uso emergencial na Anvisa e é aplicada com apenas uma dose. Dessa forma, a remessa adiantada ao Brasil seria suficiente para imunizar três milhões de pessoas.

Em outra frente, o Ministério da Saúde pretende assinar em breve a intenção de compra da vacina da Moderna. O plano é adquirir até 100 milhões de doses do imunizante para começar a ser entregue a partir de outubro. O preço em discussão seria em torno de U$ 15 a dose.

O preço é considerado competitivo, tendo em vista que a vacina já teria sido prospectada com valores mais elevados meses atrás. Os cronogramas publicados pelo ministério em sua página na internet citavam a Moderna, mas o laboratório foi retirado das previsões em meados de abril porque as negociações estavam travadas.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook