Hamilton vence ‘corrida maluca’ do GP da Rússia

Foto: Novo Momento/Reprodução

Foto: Novo Momento/Reprodução

26/09/2021 - 11h05

Lewis Hamilton vence o caótico GP da Rússia de 2021, em Sochi. Foi o 100° triunfo da carreira do britânico, que reassume a ponta do Mundial. A segunda posição ficou com seu arquirrival Max Verstappen em uma corrida em que eram esperados vários cenários, mas que terminou com o ‘mais comum’.

Verstappen largou em 20o e fez corrida de recuperação. Outro inglês, Lando Norris, foi a surpresa do final de semana, conseguindo a pole para a McLaren depois de 9 anos.

A CORRIDA 

Na largada, Sainz superou o pole Norris e assumiu a ponta, enquanto Hamilton perdia posições, caindo do quarto para o sétimo lugar, cauteloso com tantos carros ao seu lado. Alonso foi para a área de escape mas conseguiu voltar, para em seguida ser superado por Ricciardo, Hamilton e Pérez. Russll, terceiro no grid, conseguiu se sustentar nesta posição.

Os seis primeiros na volta 5: Sainz, Norris, Russell, Stroll, Ricciardo e Hamilton.

Norris começou a pressionar Sainz a partir da volta 8, encostando sua McLaren na Ferrari do espanhol. Verstappen, que largou na última fila, já era o 11º.

Depois de algumas tentativas, Norris ficou mais distante de Sainz, queixando-se de desgaste excessivo em seu pneu dianteiro esquerdo, mas na volta 13 deu o bote e assumiu a liderança.

Sainz parou antes de Norris para troca de pneus. Stroll também trocou seus pneus, enquanto Ricciardo, Hamilton, Pérez, Alonso e Verstappen se mantinham na pista com os compostos com os quais largaram.

Ricciardo parou na volta 23 mas a troca foi lenta. A Mercedes blefou, armando sua troca mas Hamilton permaneceu na pista.

Fim de prova para Mick Schumacher na volta 34. O alemão teve problema em sua Haas.

Com as paradas de Pérez e Alonso na volta 37, Norris retomou a liderança da corrida, seguido por Hamilton, Sainz, Ricciardo, Pérez e Verstappen.

Hamilton começou a fazer voltas rápidas e iniciou sua aproximação em relação a Norris nas voltas finais.

Norris respondeu bem na volta 40, fazendo a volta mais rápida.

A chuva começou na volta 46, em alguns setores do traçado de 5.848 metros, reservando emoção ainda maior para as voltas finais.

Norris teimou com seu engenheiro em permanecer na pista, o que lhe custou a vitória. Com muita água na pista ele perdeu a ponta para Hamilton e teve de ir aos boxes na penúltima volta, caindo para o sétimo lugar.

PRÓXIMA ETAPA

Em duas semanas acontece a 16ª etapa do campeonato, o GP da Turquia, prova que retornou ao calendário no ano passado após uma lacuna que durava desde 2011. O pole em 2020 foi Lance Stroll, com a Racing Point (atual Aston Martin). Hamilton foi o vencedor, seguido por Pérez e Vettel.

Assim fica o top 10 do campeonato de pilotos:

1) Lewis Hamilton, 246,5 pontos

2) Max Verstappen, 244,5

3) Valtteri Bottas, 151

4) Lando Norris, 139

5) Sergio Pérez, 120

6) Carlos Sainz Jr., 112,5

7) Charles Leclerc, 104

8) Daniel Ricciardo, 95

9) Pierre Gasly, 66

10) Fernando Alonso, 58

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • UOL



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook