Homem apontado como líder do tráfico de drogas na região de Chapecó é preso

08/08/2020 - 12h04

As Polícias Civil e Militar de Chapecó deflagraram na manhã deste sábado (08) a operação “Big Brother Condá” com cerca de 100 policiais civis e militares para cumprir 16 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça e dois mandados de prisão preventiva. Três pessoas foram presas, entre elas um homem apontado como uma das principais lideranças do tráfico de drogas da região.

Os mandados foram cumpridos em bairros de Chapecó. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) após trabalho conjunto de dois meses com a Polícia Militar. Além dos dois homens com prisão preventiva já decretada, ainda foi presa em flagrante uma mulher por tráfico de drogas durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

A operação foi realizada com o apoio do SAER-Fron da Polícia Civil e dos cães farejadores (K9s) da Polícia Militar de Chapecó e da Polícia Civil de São Lourenço do Oeste e Xanxerê. Foram apreendidos cocaína, maconha e dinheiro e máquinas para o jogo do bicho.

O trabalho conjunto começou a dar resultado quando, na tarde de 02 de julho de 2020, policiais militares flagraram a entrega de uma mala de viagem com quase 30 quilos de maconha no bairro Paraíso. Na ocasião, os policiais capturaram dois homens envolvidos no crime, os quais se encontram presos.

O trabalho de investigação conjunto ainda resultou na apreensão, em 12 de julho de 2020, de um veículo GM/Ônix carregado com aproximadamente 140 quilos de maconha, em uma estrada rural nas proximidades do bairro Efapi. Na ocasião, foi preso um jovem de 18 anos, que conduzia o automóvel, bem como apreendida uma adolescente de 16 anos. A Polícia Civil então representou pela prisão preventiva do líder da organização criminosa monitorada e de seu associado identificado, o que foi deferido pelo Judiciário.

Ao longo do caso foram apreendidos cinco veículos utilizados para o tráfico de drogas, um Citröen/C3, um GM/Corsa, um GM/Ônix, um VW/Gol e um FIAT/Palio, todos os quais permanecem custodiados e provavelmente serão confiscados pela justiça ao final dos processos criminais.

Monitoramento

Participaram da ação policiais de Chapecó, Coronel Freitas, São Carlos, Palmitos, Modelo, Xanxerê e São Lourenço do Oeste.

Segundo o delegado Rodrigo Moura, o nome da operação é uma referência à forma intensa de monitoramento realizado durante o trabalho policial e à obra 1984, de George Orwell, que retrata a figura do Grande Irmāo ("Big Brother"), que tudo vê, e Condá foi uma forma de unir o termo emblemático a Chapecó.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.



  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS