Manejo e controle da cigarrinha-do-milho é tema de encontro em São Miguel do Oeste

Fotos: Ascom/Divulgação/JRTV

Fotos: Ascom/Divulgação/JRTV

20/09/2021 - 10h36

Agricultores, técnicos e estudante de São Miguel do Oeste e região participaram, na quarta-feira (15), de encontro sobre “Estratégias de manejo e controle da cigarrinha-do-milho”, organizado pela Epagri, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Piscicultura, Cooperalfa e Coopersind, no auditório da Câmara de Vereadores.

Conforme a engenheira agrônoma da Epagri São Miguel, Simone Bianchini, os palestrantes Leandro Ribeiro, pesquisador da Epagri/CEPAF Chapecó, e Cássio Girelli, engenheiro agrônomo da Alfa, abordaram os seguintes assuntos: *Cigarrinha-do-milho e o complexo de enfezamentos: panorama, patossistema e estratégias de manejo; e *Controle biológico da cigarrinha-do-milho.

A intenção do encontro, segundo Simone, foi trazer informações, subsídios e instrumentos de ação para os agricultores, uma vez que os impactos da cigarrinha foram significativos na última safra. Ela explica ainda, que a explosão da cigarrinha na região também está ligada a fatores climáticos e manejo do milho guacho no inverno.

“As falas dos palestrantes versaram sobre as estratégias de ação, monitoramento das lavouras, associação de produtos dentro do registrado e permitido, e alternativas do controle biológico associado ao controle químico”, comentou Simone.

Conforme o palestrante Leandro, até mesmo em regiões em que não ocorreu estiagem, esta praga também afetou a produção de lavouras de milho, que é fonte de toda a produção de suínos, aves, gado leiteiro e de corte, tão expressivos na região.

A orientação segundo a engenheira é que os agricultores procurem um técnico de sua confiança para as indicações mais apropriadas para o manejo e controle da praga.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  



  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS