Presidente da Câmara faz apelo a sociedade migueloestina para as campanhas contra a violência doméstica

05/08/2020 - 22h20

Nesta terça-feira, 04, o vereador e Presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, Everaldo Di Berti, fez um apelo a Associação Empresarial - ACISMO, Câmara dos Dirigentes Lojistas - CDL, além das redes de farmácia da cidade, para que seus associados e outros interessados, façam adesão às campanhas existentes nacionalmente, e em especial, do nosso Estado, por meio da CEVID, como “A CAMPANHA DE SINAL VERMELHO” e “CONFINAMENTO SEM VIOLÊNCIA ME REPRESENTA”.

Segundo Di Berti, é necessário dar conhecimento a todos os estabelecimentos de como participar destas campanhas. Uma vez que a violência doméstica, embora seja um assunto muito debatido, diariamente mulheres, sejam jovens, ou não, perdem a vida por isso. Só em Santa Catarina, até o dia 23 de julho de 2020, 29 mulheres foram vítimas de feminicídio. Mas infelizmente, se tem informações de que os números de registros caíram, o que não é não uma verdade real. Ou seja, a violência doméstica não diminuiu, pelo contrário. Se presume é que com a Pandemia, muitas mulheres se tornaram ainda mais vítimas de seus agressores, ficando realmente confinadas em tempo integral com estes. O que às impede de conseguir denunciar pelos meios convencionais. Inclusive por meio de boletins de ocorrência on-line, visto que muitas ficam sem seus aparelhos celulares.

Por esta razão, além de tantas outras Campanhas Nacionais, foi lançada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), ainda no dia 10 de junho, “a campanha Sinal Vermelho para a Violência Doméstica”. Onde mulheres em situação de violência poderão pedir ajuda nas farmácias do país. O que não impede que outros estabelecimentos também possam aderir à campanha, como citado, supermercados, lojas, restaurantes e outros.

Com a campanha, se permite que estas mulheres vítimas se identifiquem nesses locais e, a partir daí, sejam auxiliadas.

Ainda, segundo orientações, basta fazer um X nas mãos, e a farmácia, prontamente fará uma ligação a polícia, para auxiliá-la, ou não podendo ser possível naquele momento, o atendente poderá pegar os dados desta mulher, como endereço, e encaminhar a Polícia Militar ou aos órgãos de apoio a fim de verificar as reais situações de violência.

E para participar da "Campanha Sinal Vermelho”, basta se cadastrar e assinar um termo de adesão, que está disponível em  https://www.tjsc.jus.br/web/violencia-contra-a-mulher/sinal-vermelho-para-a-violencia-domestica e assim, receberão todas as orientações necessárias.

Outrossim, destaca-se, a campanha "Confinamento sem Violência me representa", que para participar, é ainda mais fácil, posto que qualquer interessado imprimirá os cartazes (em folha de papel tamanho A4) e afixará em locais com ampla circulação de pessoas no estabelecimento, e após, poderão encaminhar via e-mail para cevid@tjsc.jus.br, para informar que estão apoiando a campanha, com registros fotográficos para divulgação, incentivando assim, novas adesões de parceiros. Ficando registradas estas empresas/estabelecimentos como apoiadores. O que também ficará disponível os cartazes no site desta Câmara de Vereadores.

Desta forma, afirma o vereador, que o nosso papel como sociedade é auxiliar e repassar conhecimento, e mais do que nunca, fazer este apelo, chamando a todos para que possam fazer a sua parte. Já que a violência doméstica não é uma situação isolada, devendo ser encarada como problema de gênero, de justiça, mas também de saúde pública. O que não devemos deixar de mencionar, os trabalhos da Desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Excelentíssima Senhora Salete Sommariva, que é uma idealizadora de tantos projetos e está sempre à frente desta constante luta contra a violência doméstica e familiar, além de tantas outras autoridades.  Lembrou ele, que a desembargadora esteve ano passado na Câmara de Vereadores realizando uma palestra neste sentido.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS