SMO: Profissionais da Assistência Social participam de capacitação sobre o Cadastro Único
Instrumento permite que famílias de baixa renda participem dos Programas Sociais do Governo Federal.

04/05/2021 - 20h00

A Secretaria Municipal de Assistência Social de São Miguel do Oeste, por meio do setor de Cadastro Único, realizou no decorrer do último mês de abril, uma capacitação sobre o Cadastro Único, programas vinculados e critérios para acesso.

De acordo com a secretária, Andreia Rebelato, foram realizados quatro encontros, sendo contemplados a Gestão da Secretaria, CRAS I e II, SCFV, CREAS, Abrigo Institucional, Família Acolhedora e Conselho Tutelar.

O foco da capacitação foi esclarecer sobre o Cadastro Único, que é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que possam participar dos Programas Sociais do Governo Federal.

O setor está localizado na Secretaria Municipal de Assistência Social, no endereço Rua John Kennedy, Nº 2136, Bairro São Luiz (antigo CAIC). Telefone para contato: (49) 36312016 ou (49) 991229362 whatsapp.

Confira quais são os principais programas vinculados ao Cadastro Único:

-  Programa Bolsa Família: O PBF é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. Têm direito ao programa as famílias com renda mensal per capita de até R$ 89,00 e quando houver crianças e adolescentes a renda mensal per capita R$ 178,00;

- Tarifa Social de Energia Elétrica: Famílias com renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo; quem receba o Benefício de Prestação Continuada – BPC; ou famílias com renda mensal até três salários mínimos, mas que tenham portador de doença ou deficiência e necessitem o uso de equipamentos ou instrumentos que, para seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica;

- Carteira do Idoso: Para Idosos com 60 anos ou mais que não possuem comprovação de renda;

- Contribuição Previdenciária Reduzida (5%): Para donas de casas, sendo que a renda familiar não ultrapasse dois salários mínimos;

- Identidade Jovem: Para famílias com jovens de 15 a 29 anos, sendo que a renda não pode ultrapassar dois salários mínimos;

- Benefício de Prestação Continuada – BPC: Obrigatório para todos os beneficiários e requerentes.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS