Governadora presta apoio às famílias das vítimas da tragédia em Saudades e determina investigação completa

04/05/2021 - 20h31

A governadora Daniela Reinehr esteve na cidade de Saudades, no Oeste catarinense, para prestar sua solidariedade às famílias e seu pesar pela tragédia causada pelo assassinato de três crianças e duas agenteseducacionais em uma creche o município. A chefe do Executivo estadual chegou ao local no meio da tarde desta terça-feira, 4, pouco mais de cinco horas após o ocorrido. Além de prestar apoio às famílias das vítimas, a governadora também determinou que haja apoio psicológico à comunidade local e uma investigação completa para elucidar as causas do crime. O Governo do Estado declarou luto oficial de três dias.

Em uma coletiva de imprensa no começo da noite, Daniela Reinehr afirmou que o momento é de dor para Santa Catarina e para o Brasil. Segundo ela, o ataque foge à normalidade e causa consternação em uma cidade pequena e pacata do interior.

“As pessoas não estão preparadas e nem podem imaginar que algo assim possa acontecer. Eu prontamente acionei as nossas forças de segurança para que estivessem aqui. Não há o que traga de volta essas vítimas nem o que compense essa dor. O momento é de trazer nosso apoio e nossa solidariedade. Nosso zelo é muito maior quando falamos de crianças, que não têm condições de se defender. Hoje nós tivemos aqui também duas heroínas. O que desejamos nessa hora é força e resiliência”, afirmou a governadora.

Ao todo, 25 psicólogos de toda a região Oeste estão trabalhando para dar amparo à comunidade e aos familiares. A Polícia Militar deslocou 23 profissionais para a cidade, em nove viaturas. A Polícia Civil, por sua vez, deslocou homens de Pinhalzinho, Modelo, Chapecó, Nova Erechim, além do helicóptero da corporação que atua na região.

O Corpo de Bombeiros Militar e o Instituto Geral de Perícias também foram acionados para atender as vítimas, realizar a perícia no local e fazer o translado dos corpos. A expectativa é que a liberação ocorra ainda na noite desta terça-feira, por volta de 22h.

O prefeito de Saudades, Maciel Schneider, classificou o dia 4 de maio como o “mais triste da história do nosso município”. Ele agradeceu a pronta atenção dada pelo Governo do Estado e ressaltou que a população não estava preparada.

“Jamais poderíamos imaginar em passar por um momento como esse. Somos uma cidade acolhedora, tanto que o nosso lema é o ‘Vale da Hospitalidade’. Nos assusta o fato que aconteceu, mas agradecemos o trabalho de todos para elucidar este crime”, declarou o prefeito.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Norberto Koerich, representou o Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial na cidade e reafirmou que toda a estrutura do Governo do Estado será utilizada para elucidar o crime o mais rapidamente possível. As investigações serão capitaneadas pelo delegado Jerônimo Marçal.

O autor do crime tem 18 anos e é morador da cidade. Ele tentou suicídio após o ataque, porém foi atendido e, segundo o Corpo de Bombeiros Militar, passa por cirurgia em Chapecó, mas não corre risco de morrer.

Também participaram da coletiva o comandante da 4ª Região de Polícia Militar, coronel Jorge Luiz Haack, o comandante do 6º Batalhão de Bombeiros Militar, tenente-coronel Walter Parizotto, e o perito criminal Carlos Augusto Nogueira Júnior, da 5ª Gerência Mesorregional de Perícias de Fronteira.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 



  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS