Inter perde, mas reclama muito da arbitragem

Expulsão de Rodinei, que contou com a ajuda de um agropecuarista para estar em campo, prejudicou muito o Inter

Expulsão de Rodinei, que contou com a ajuda de um agropecuarista para estar em campo, prejudicou muito o Inter

22/02/2021 - 09h58

Por Sergio Wathier
JRTV - São Miguel do Oeste

Flamengo e Inter não decepcionaram os milhões de torcedores que se postaram frente aos seus televisores para ver o jogo decisivo deste domingo. Jogo bem jogado, com forte pegada e boa qualidade técnica. Ficou mais uma vez evidente que o colorado dos pampas não chegou a liderança por acaso. Mesmo com um jogador a menos, deu um calor danado no rubro-negro carioca. Já nos acréscimos, os jogadores flamenguistas que estavam no banco vibravam a cada bola que era retirada das imediações da grande área. Penso que se a partida continuasse em 11 contra 11, as coisas seriam bem mais complicadas para a equipe do técnico Rogério Ceni. 

O Flamengo venceu, mas foi no sufoco

Quem achou que o Fla iria atropelar o adversário, enganou-se redondamente. O escalte da partida mostra 10 conclusões dos cariocas contra 12 do Inter. Estatística que revela que o Inter, mesmo em 10 contra 11, nunca abriu mão de atacar. A expulsão, pelo menos na minha visão, foi bastante exagerada. Rodinei foi retirado de campo pelo famigerado VAR. O árbitro sequer marcou falta no lance. Um cartão amarelo para o lateral colorado teria ficado de bom tamanho. O curioso é que nem bem o árbitro Raphael Claus aplicou o cartão vermelho, pipocou nas redes sociais outros lances idênticos em que o mesmo juiz deu cartão amarelo. Evidenciou sua total falta de critério. Os dirigentes colorados estão berrando mais que bode embarcado. E desta vez acho que com toda razão. 

Campeão sai na quinta

Enfim, o Flamengo assumiu a liderança, a uma rodada do fim do campeonato, livrando dois pontos de vantagem sobre o Inter (71 a 69). Na noite de quinta sairá o campeão. O FLA pega o São Paulo, no Morumbí. O Inter recebe o Corinthians no Beira Rio. Não será moleza para nenhum dos dois postulantes ao título. O time robru-negro só depende de si para levantar a taça. O Inter precisa vencer o Timão e ainda torcer por um tropeço flamenguista. Em caso de empate em Porto Alegre, o FLA dá a volta olímpica independente do resultado de São Paulo.

Em vez do título, uma modesta vaga na pré-Libertadores

Com a vitória por 1 a 0 diante do Athlético, o Grêmio garantiu sua vaga na pré-Libertadores deste ano. Convenhamos que para quem pregava que iria disputar o título do Brasileirão, essa classificação é quase nada. Mas o mais preocupante, é a decadência técnica do tricolor gaúcho. O time caiu muito de produção. As constantes lesões, de jogadores importantes, podem ser apontadas como uma das causas. Entretanto, não serve de justificativa para o futebol sonolento e sem criatividade que o Grêmio vem apresentando. Apesar dos 3 pontos diante do time paranaense, a equipe gremista novamente não jogou bem. A bola apresentada não inspira nenhuma confiança no torcedor para a decisão da Copa do Brasil. Ou Renato aproveita a semana para dar uma sacudida no grupo, ou o Grêmio não terá nenhuma chance diante do Palmeiras. O técnico não sabe se fecha a casinha ou se manda o time pra frente. Ele tem seis dias para encontrar uma saída para esse dilema. E Renato sabe que só salva o ano e seu discurso repetitivo, se for campeão da CB. De positivo fica a constatação de que desde que assumiu o comando técnico, em 2016, Renato sempre colocou o Grêmio na Libertadores. Um feito  para poucos.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional
  • FONTE
  • JRTV/Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS