Macaco é achado morto em São João do Oeste e acende alerta para febre amarela

Foto: Prefeitura de São João do Oeste/Divulgação/JRTV

Foto: Prefeitura de São João do Oeste/Divulgação/JRTV

14/09/2021 - 17h25

Um macaco-prego foi encontrado morto por um morador no interior de São João do Oeste, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, no último sábado (11).

O caso aconteceu na linha Cristo Rei. Profissionais da Vigilância Epidemiológica de Chapecó e São Miguel do Oeste coletaram material genético do animal para investigação da causa da morte, visto que pode ter sido provocada pelo vírus febre amarela. 

Morgana Brum Grade, enfermeira responsável pela epidemiologia, disse que esse é um procedimento padrão regido por protocolos. O material é coletado e vai para análise. O resultado é enviado a secretária, mas ainda não há um prazo para resposta.

A enfermeira salienta que macacos mortos servem de alerta para a circulação do vírus da febre amarela. Ela ressalta que o macaco não é o transmissor da doença ao ser humano, o real transmissor são os mosquitos, porém os macacos são os primeiros a apresentarem sintomas ou morrerem.

A orientação geral, é que ao encontrar um macaco morto não tocarem no animal e avisar imediatamente o setor de saúde do município.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook