São Miguel do Oeste decide declarar Estado de Emergência em virtude da dengue
Decisão foi tomada após reunião da Sala de Situação, levando em consideração os 54 casos confirmados da doença somente este ano em São Miguel do Oeste

31/03/2020 - 16h04

O prefeito de São Miguel do Oeste Wilson Trevisan, anunciou na tarde desta terça-feira (31), que irá assinar um Decreto declarando Estado de Emergência no Município, em virtude da situação da dengue. Já são 54 casos confirmados este ano, e 47 estão em investigação. Trevisan informou que, entre as ações a serem tomadas, está a contratação emergencial de até mais cinco agentes para reforçar a equipe, que conta, hoje, com 22 profissionais. Também serão chamados apenados para retomar os serviços de limpeza e manutenção de espaços públicos.

A decisão pela declaração de emergência foi tomada após reunião da Sala de Situação, que indicou esta possibilidade. O vice-prefeito, Alfredo Spier, conduziu os trabalhos, que foram realizados durante a manhã, no Salão Nobre da Prefeitura. De acordo com ele, são necessárias ações firmes não só do poder público, mas da própria população, para conter o avanço da doença. “Pedimos, também, que as pessoas recebam bem os agentes da dengue, para que possam realizar da melhor forma o seu trabalho”, pontua.

O secretário de Saúde, Leonir Caron, salienta que, apesar de todas as medidas já tomadas pela Administração Municipal, como o trabalho constante de equipe da dengue, recolha de pneus, eletrônicos e móveis em desuso, campanhas de conscientização, dedetização de bocas de lobo, aplicação de fumacê nas áreas mais afetadas, e notificação de proprietários de terrenos sem manutenção, a proliferação do mosquito Aedes aegypti continua. “Tudo isso que o poder público já fez e continua fazendo, de nada vai adiantar se a população não se conscientizar e, realmente, olhar um pouco mais em volta da sua casa, e eliminar todo e qualquer depósito de água parada”, destaca.

>>>Clique e receba notícias do JRTV Jornal Regional diariamente em seu WhatsApp.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS