Sete ex-prefeitos de cidades de SC são condenados na Operação Patrola

15/02/2021 - 19h35

A Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina divulgou o resultado da denúncia da Promotoria de Justiça de Tangará com a condenação de sete ex-prefeitos, um ex-vice-prefeito, um ex-agente público e três empresários, acusados dos crimes de corrupção e fraude em liquidação.

Os ex-prefeitos Sérgio Luiz Schmitz (Alto Bela Vista), Janerson José Delfes Furtado (Cerro Negro), Adelaide Salvador (Irani), Egídio Luiz Gritti (Itá), Paulinho de Abreu (Princesa), Waldir Antonio Walker (São Bernardino) e Mauro Junes Polett (Xavantina) foram condenados a penas de três anos, um mês e 10 dias de detenção,  em regime aberto.

O ex-Prefeito, Ribamar Alexandre Assonalio (Cordilheira Alta), faleceu no curso do processo e teve a punibilidade extinta. Foram, ainda condenados a dois anos e oito meses de detenção, o ex-vice-Prefeito de Coronel Freitas, César Luís Martinelli, e a ex-Presidente da Fundação do Meio Ambiente de Caçador,  Denise Chiarello Hartmann.

A Operação Patrola foi executada em 2016, com a investigação criminal da Promotoria de Justiça de Tangará , e apoio do Gaeco.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP. 


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS