CPI da Covid desiste de denunciar Bolsonaro por genocídio de indígenas

Foto: Agência Senado

Foto: Agência Senado

20/10/2021 - 08h13

Acúpula da CPI da Covid desistiu de denunciar o presidente Jair Bolsonaro por genocídio contra os indígenas. A comissão o crime do relatório final do senador Renan Calheiros (MDB-AL).

A decisão foi tomada durante reunião na casa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), do qual participaram somente os senadores do chamado G7 — grupo de parlamentares de oposição em relação ao governo federal.

“O genocídio não era consenso, não havia consenso de ninguém, entre juristas não havia consenso. Entre nós senadores, eu mesmo disse que tinha que ser convencido. O mais importante dessa reunião é que saímos unificados”, disse o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM).

Aziz também disse que foi retirada a previsão de indiciamento do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, pelo crime de advocacia administrativa.

>>>PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP.  


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook

banner responsivo
banner responsivo

SIGA-NOS