EUA enviam 200 militares e mísseis Patriot para Arábia Saudita

Instalação de petróleo da gigante petroleira Aramco ficou danificada em ataque em Khurais, na Arábia Saudita — Foto: Hamad l Mohammed/ Reuters

Instalação de petróleo da gigante petroleira Aramco ficou danificada em ataque em Khurais, na Arábia Saudita — Foto: Hamad l Mohammed/ Reuters

27/09/2019 - 01h12

O Pentágono anunciou nesta quinta-feira (26) o envio de 200 militares e mísseis Patriot à Arábia Saudita para apoiar a defesa deste país, após os ataques sofridos nos últimos meses em suas instalações petroleiras.

Riad responsabiliza o Irã por estes recentes ataques.

"Esta mobilização aumentará a defesa aérea e de mísseis do reino para uma infraestrutura militar e civil chave", disse o porta-voz do Pentágono, Jonathan Hoffman.

O Departamento da Defesa informou que a mobilização incluirá uma bateria de mísseis terra-ar, junto com quatro radares usados pelos sistemas de defesa aéreos.

Além disso, outros dois conjuntos de mísseis Patriot e um sistema de interceptação de mísseis balísticos estão sendo preparados, caso se decida enviá-los para os sauditas, acrescentou Hoffman.

A decisão foi tomada "à luz dos recentes ataques no reino da Arábia Saudita", completou o porta-voz.

Os Estados Unidos e outros países disseram que o Irã estaria por trás dos ataques de 14 de setembro contra instalações de petróleo sauditas.

Teerã nega qualquer envolvimento. Nesta quinta-feira, o presidente iraniano, Hassan Rohani, desafiou os Estados Unidos e os demais países a apresentarem provas que sustentem suas acusações.


  • por
  • Jornal Regional



DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook